PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Presidente da Argentina declara patrimônio avaliado em R$ 352 mil em 2020

21/09/2021 00h41

Buenos Aires, 20 set (EFE).- O presidente da Argentina, Alberto Fernández, declarou ter um patrimônio de 5,7 milhões de pesos correspondente a 2020 - equivalente a R$ 352 mil na cotação de 31 de dezembro daquele ano -, informou o Escritório Anticorrupção do país (OA).

No cálculo anual, os números representam um crescimento de 13,7% em comparação com a declaração de 2019, quando o atual governante argentino declarou 5.024.723,45 pesos em ativos.

Entretanto, devido à desvalorização do peso argentino, o patrimônio do presidente argentino caiu 6,5% em moeda estrangeira na comparação com o ano anterior.

Os números fazem parte da declaração juramentada que tanto membros do governo quanto funcionários públicos devem enviar uma vez ao ano para a agência anticorrupção, com o objetivo de serem submetidos a um controle periódico. O documento contém informações como imóveis, depósitos bancários, ações e dívidas, entre outros.

DECLARAÇÃO SEM GRANDES MUDANÇAS.

De acordo com a declaração apresentada por Fernández, o presidente argentino tinha um patrimônio total avaliado em 5.712.920,44 pesos no final de 2020.

O chefe de governo voltou a incluir a posse de um apartamento de 175 metros quadrados comprado em 2000 em Buenos Aires, cujo valor fiscal é de 2.024.218,71 pesos, assim como um Toyota Corolla Xei Pack, avaliado em 1.455.000 pesos.

O presidente também relatou ter uma conta poupança com 13.363,67 pesos, uma redução de 96% em relação ao ano anterior, quando declarou uma poupança de 373.536,5 pesos. Como no ano anterior, o não declarou economias em moeda estrangeira.

Fernández também declarou ter uma participação de 50% na empresa Inmueble Callao S.A., o que representa um total de 84.149,23 pesos e um empréstimo de 988.000 pesos, além de dívidas de 267.816,26 pesos.

PATRIMÔNIO DE CRISTINA KIRCHNER.

Por sua vez, a ex-presidente e atual vice-presidente do país, Cristina Kirchner, declarou um patrimônio líquido no final de 2020 avaliado em 16.463.095,13 pesos.

O valor representa um aumento nominal de 68,66% em relação ao início do ano passado, quando a ex-presidente reconheceu um patrimônio líquido de 9.761.186,11 pesos. Dessa forma, a ex-presidente viu seu patrimônio aumentar em 38% em moeda estrangeira em comparação com o ano passado.

A maior parte corresponde a duas heranças recebidas em março de 2016, computadas como "direitos reais no país" e avaliadas em 3.681.142,68 e 8.450.709,30.

Cristina declarou ainda economias avaliadas em 3.679.028,75 pesos e nenhuma quantia em moeda estrangeira. EFE

jacb/dr/id