PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Lava de vulcão na Espanha já atingiu 860 hectares e desalojou 7 mil pessoas

21/10/2021 12h18

Santa Cruz de La Palma (Espanha), 21 out (EFE).- A lava expelida pelo vulcão Cumbre Vieja, localizado na ilha de La Palma, na Espanha, já arrasou mais de 860 hectares, de acordo com informações divulgadas nesta quinta-feira pelo sistema de monitoramento por satélite Copérnico.

Até o momento, mais de 7 mil pessoas precisaram ser retiradas de suas casas, nas localidades de Llanos de Aridanne e Tazacorte.

Nas últimas horas, mais moradores de bairros que estão na rota do fluxo de lava, que está perto de chegar ao mar, foram evacuados.

O presidente da região das Ilhas Canárias, Ángel Víctor Torres, se manifestou ontem sobre os danos causados pelo vulcão e garantiu que será feito "quase o impossível" para minimizar os efeitos provocados, mas admitiu que há questões que vão além da capacidade das autoridades.

"Não podemos lutar para evitar que a lava chegue aonde tenha que chegar. Não temos nenhum mecanismo para que isso mude. Estamos à mercê do vulcão", lamentou o líder político.

Desde o início da erupção, em 19 de setembro, a lava do Cumbre Vieja já arrasou um total de 866,1 hectares e destruiu 2.185 edificações, de acordo com medição feita na noite de ontem pelo sistema Copérnico, que é mantido pela União Europeia.

AUMENTO DA ATIVIDADE SÍSMICA.

Também na noite desta quarta-feira, o Instituto Geográfico Nacional da Espanha (IGN) divulgou que houve aumento da atividade sísmica na ilha de La Palma, com o registro de 38 abalos nesta madrugada.

O de maior intensidade, de 4,3 graus na escala Richter, aconteceu na localidade de Villa de Mazo, a 37 quilômetros de profundidade.

Especialistas do Plano de Emergências Vulcânica das Canárias (Pevolca) alertaram ontem para a possibilidade de terremotos, depois de seguidos dias com vários tremores, um deles de 4,8 graus, o maior desde o início da erupção. EFE