PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Ex-jogador da seleção peruana é preso por suspeita de corrupção

23/10/2021 21h07

Lima, 23 out (EFE).- O ex-jogador da seleção peruana e do Melgar Ysrael Zúñiga foi preso na madrugada deste sábado junto com dez outras autoridades por suposto suborno e tráfico de influência.

Entre as autoridades presas está também o governador de Arequipa, no sul do Peru, Elmer Cáceres.

Na operação chamada de "Os filhos do condor", os agentes estiveram em 35 propriedades, entre escritórios do governo de Arequipa e as casas dos suspeitos, onde foram apreendidos 35 mil soles (cerca de R$ 49,8 mil), um cofre que ainda não foi aberto, assim como computadores e celulares.

Segundo o Ministério Público, Cáceres teria oferecido aos seus conselheiros terrenos, empregos, cessão de obras e benefícios trabalhistas e econômicos para que pudessem apoiá-lo incondicionalmente e não denunciar supostas irregularidades em sua gestão.

Por esta razão, os detidos foram acusados dos supostos crimes de organização criminosa, corrupção passiva e ativa.

A ordem judicial que permitiu as detenções, prevê dez dias de prisão temporária, enquanto as investigações continuam para localizar outras nove pessoas envolvidas no caso.

Cáceres é conhecido por suas declarações polêmicas, principalmente no ano passado durante a pandemia, quando sem qualquer respaldo científico incentivou o consumo de carne de lhama e dióxido de cloro para se proteger da covid-19.

O governador ignorou as evidências científicas, já que as autoridades sanitárias desaconselham fortemente o consumo de dióxido de cloro, produto utilizado como desinfetante industrial que é comercializado como uma "solução milagrosa" para curar doenças, mas que pode ser prejudicial à saúde.

Em outro momento, Cáceres também propôs distribuir as vacinas contra a covid-19 nos populares carrinhos de sorvete que circulam pelas ruas das cidades do Peru. EFE