PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Sessão de aval a premiê peruana é adiada após morte de congressista

26/10/2021 02h40

Lima, 25 out (EFE).- A sessão plenária de voto de confiança à nova primeira-ministra do Peru, Mirtha Vásquez, realizada no Congresso do país, foi adiada nesta segunda-feira para amanhã devido à morte de Fernando Herrera, um parlamentar do partido Peru Livre, o mesmo do presidente do país, Pedro Castillo.

Herrera não estava no plenário, mas, segundo Álex Paredes, outro legislador do partido, em um hospital de Lima. Por sua vez, o porta-voz da bancada da legenda, Waldemar Cerrón, afirmou que o motivo do falecimento foi uma parada cardiorrespiratória.

O congressista morreu quando haviam se passado duas horas do debate de posse no parlamento, que é controlado pela oposição, de direita, e onde durante a manhã Vásquez apresentou as políticas gerais do governo, de esquerda.

Momentos após a notícia da morte de Herrera, que representava a região de Tacna, o Congresso prestou um minuto de silêncio, e a presidente da casa, María del Carmen Alva, ordenou o adiamento da sessão para a manhã de terça-feira.

Pedro Castillo, que não estava na capital peruana, mas cumpria agenda na província de Bagua, no norte do país, lamentou a morte do correligionário.

"Me uno à dor de sua família. Nos lembraremos dele como um defensor da democracia, alguém que lutou para acabar com as diferenças sociais", disse o presidente peruano em suas redes sociais. EFE