PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Venezuela inicia vacinação contra a covid-19 para maiores de 12 anos

26/10/2021 01h28

Caracas, 25 out (EFE).- A Venezuela iniciou nesta segunda-feira a vacinação contra a covid-19 para adolescentes com mais de 12 anos em 5 mil escolas de todo o país, informou a vice-presidente, Delcy Rodríguez, que não especificou qual vacina foi aplicada nos estudantes.

"A partir de hoje, os maiores de 12 anos de idade começam a ser vacinados na Venezuela, como parte do plano de imunização para devolver gradativamente à normalidade de nosso país diante desta pandemia", disse a vice-presidente, em uma transmissão do canal estatal "VTV", por ocasião do retorno às aulas presenciais, que foram suspensas há 19 meses por conta da pandemia.

Delcy Rodríguez explicou que "5 mil escolas de ensino médio em todo o país foram ativadas como centros de vacinação", acrescentando que "os pais que ainda não foram vacinados podem ir a esses centros para fazê-lo".

Durante conexão da emissora estatal com uma escola do estado de Zulia, na fronteira com a Colômbia, a profissional de saúde Omaira Prieto garantiu que os menores receberam a primeira dose da vacina chinesa Sinopharm - dado omitido por Delcy Rodríguez -, sem especificar se é a única que será utilizada para imunizar os menores de idade.

"A partir de hoje, como nosso presidente Nicolás Maduro indicou em seu discurso de ontem, começamos com a vacinação em escolas de ensino médio de todos os alunos com mais de 12 anos. Estamos dando a eles a primeira dose da vacina Sinopharm", disse Omaira Prieto.

A vice-presidente venezuelana garantiu que "muito em breve" começarão a "vacinar crianças com mais de 2 anos de idade".

O processo de vacinação na Venezuela acelerou no último mês com a chegada de vários lotes da Sputnik, CoronaVac - por meio do mecanismo Covax - e da Sinopharm.

"Temos uma meta para o dia 31 de dezembro, ter vacinado 95% da população elegível para vacinação e ter gerado o maior nível da chamada imunidade de rebanho", frisou. EFE