PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Alemanha tem disparada na incidência de casos e internação de não vacinados

28/10/2021 12h16

Berlim, 28 out (EFE).- A Alemanha registrou nesta quinta-feira a incidência acumulada nos últimos sete dias de 130,2 casos de covid-19 para cada 100 mil habitantes, além de um aumento nas internações de pessoas não vacinadas contra a doença, segundo informou o Instituto Robert Koch (RKI).

De acordo com a própria agência epidemiológica do país, ontem, o índice era de 118, enquanto uma semana atrás era de 85,6.

O RKI ainda indicou, em boletim diário sobre a pandemia da covid-19, que foram contabilizadas ao longo desta terça-feira 914 internações de pacientes com sintomas da covid-19.

Nas UTIs, há 1.707 leitos ocupados, 21 a mais do que ontem, o que representa uma taxa de ocupação de 7,7%.

Nas últimas 24 horas, segundo o balanço do RKI, foram notificados 28.037 casos de infecção pelo novo coronavírus e 126 mortes. Exatamente uma atrás, foram 16.077 positivos e 67 vítimas contabilizadas.

O presidente da Sociedade Alemã de Hospitais, Gerald Gass, afirmou à rede de veículos de imprensa Redaktionsnetzwerk Deutschland (RND), que se o ritmo de contágio for mantido, em duas semanas existirão 3 mil pacientes nas UTIs do país.

O presidente do Conselho da Associação Médica Mundial, Frank Ulrich Montgomery, lamentou que o aumento da ocupação dos hospitais esteja acontecendo, especialmente, entre pessoas que não procuraram as vacinas contra covid-19 que estão disponíveis.

"A doença se estende agora entre os não vacinados, enquanto os vacinados estão protegidos com bastante segurança de complicações graves".

De acordo com dados oficiais, 66,5% da população da Alemanha completou o esquema de vacinação contra a covid-19. No entanto, pouco mais de 30% da população sequer recebeu algum dos imunizantes. EFE