PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
7 meses

Migrantes entram em conflito com Guarda Nacional no sudeste do México

04/11/2021 18h12

Pijijiapan (México), 4 nov (EFE).- A caravana de migrantes que viaja pelo estado de Chiapas, no sudeste do México, entrou em conflito nesta quinta-feira com a Guarda Nacional e agentes do Instituto Nacional de Migração (INM) na quinta-feira, que terminou com vários feridos e presos.

O confronto aconteceu por volta das 8h (horário local, 11h de Brasília) no trecho rodoviário que liga as cidades de Pijijiapan e Tonalá, quando chegaram veículos do INM e da Guarda Nacional.

Na rodovia, agentes federais saíram para realizar a operação para conter esse grupo de cerca de 4 mil estrangeiros, que a princípio fugiram ao ver que, entre os oficiais, também havia um pelotão de choque.

Posteriormente, os migrantes, vendo o avanço dos agentes, começaram a atirar pedras nas forças de segurança.

Por cerca de 10 minutos, cerca de 50 migrantes jogaram centenas de pedras e paus contra a Guarda Nacional e as forças de segurança, que estavam em menor número, deixaram o local do confronto.

Alguns agentes da Guarda Nacional ficaram feridos quando tentavam entrar em seus veículos, atingidos com paus e pedras. Vinte minutos depois, o confronto terminou.

Após esta operação, a caravana de migrantes - cujo objetivo é chegar à Cidade do México para regularizar sua estadia - tentou se reagrupar e seguir viagem, também temendo uma nova operação porque no primeiro confronto ocorreram pelo menos 30 prisões, segundo denunciaram.

A caravana avança em meio à dor causada pela morte de um migrante cubano, que viajava em um veículo com outras pessoas e que foi baleado pela Guarda Nacional no último final de semana. EFE