PUBLICIDADE
Topo

EUA afirmam que continuarão cooperando com Colômbia para apoiar paz duradoura

24/11/2021 21h02

Washington, 24 nov (EFE).- O secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, declarou nesta quarta-feira que seu país continuará cooperando com a Colômbia para apoiar uma paz duradoura, no quinto aniversário da assinatura de seu histórico acordo.

Em comunicado, Blinken parabenizou a Colômbia pelo pacto assinado há cinco anos entre o agora extinto grupo guerrilheiro das Farc e o governo de Juan Manuel Santos (2010-2018), e elogiou as conquistas alcançadas e os esforços para a sua implementação.

"Desejamos continuar a nossa estreita cooperação para apoiar uma paz duradoura. O acordo de paz de 2016 na Colômbia encerrou cinco décadas de conflito com as Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia (Farc), representa o caminho para uma paz duradoura", comentou o chefe da diplomacia americana.

Blinken frisou que a desmobilização e reintegração de 13 mil ex-combatentes em comunidades de todo o país "criou oportunidades de participação pacífica no processo político da Colômbia".

Segundo ele, o trabalho de transformação das zonas afetadas pelo conflito abriu a porta para "uma região economicamente mais vibrante, igual e estável".

"O compromisso da Colômbia de incluir 16 lugares para as vítimas do conflito nas cédulas de voto das eleições do Congresso em março de 2022 cumprirá outra prioridade do processo de paz, dando às vítimas uma voz na democracia colombiana", analisou.

Blinken elogiou a Jurisdição Especial para a Paz (JEP), pelos seus esforços para trazer justiça e reparações às vítimas, e também a Comissão da Verdade, por proporcionar oportunidades de diálogo e reconciliação para "superar padrões e práticas que conduziram ao conflito".

O secretário de Estado disse que a implementação do acordo de paz continua sendo uma "oportunidade geracional para reforçar o acesso à segurança, às instituições democráticas e às oportunidades econômicas para todos os colombianos". EFE