PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

EUA pedem que todos os adultos tomem dose de reforço em meio a nova variante

29/11/2021 23h42

Washington, 29 nov (EFE).- O Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos Estados Unidos (CDC) ressaltou nesta segunda-feira a importância de que todos os adultos sejam vacinados com uma dose de reforço contra a covid-19 em meio ao surgimento da variante ômicron.

Antes do surgimento dessa variante, o CDC recomendou uma dose de reforço para todos com mais de 50 anos de idade, e disse que aqueles de 18 a 49 anos poderiam se vacinar, se desejassem.

Agora, no entanto, os Estados Unidos reforçaram sua recomendação e estão pedindo a todos os adultos que tomem outra dose da vacina para fortalecer seu sistema imunológico.

Especificamente, o CDC aconselha os adultos a receber a terceira dose das vacinas Pfizer ou Moderna seis meses após a segunda ter sido administrada.

No caso da vacina de dose única da Johnson & Johnson (Janssen), os EUA recomendam uma dose de reforço a partir de dois meses após a aplicação inicial para todos os adultos.

Em comunicado, a diretora do CDC, Rochelle Walensky, afirmou que a variante ômicron, identificada pela primeira vez na África do Sul, "enfatiza ainda mais a importância da vacinação, das doses de reforço e dos esforços de prevenção necessários contra a covid-19".

Ela aproveitou a oportunidade para "pedir encarecidamente" aos 47 milhões de adultos nos EUA que ainda não estão vacinados a fazê-lo "o mais rápido possível".

Walensky também incentivou os americanos a serem testados para a covid-19 se apresentarem sintomas, para que a variante ômicron possa ser detectada no momento em que chega ao país.

Até agora, cerca de 196 milhões de pessoas completaram o esquema vacinal nos EUA, representando 59,1% de toda a população, de acordo com o CDC. EFE