PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Pais de autor de disparos em Michigan são detidos em operação policial

04/12/2021 20h05

Washington, 4 dez (EFE).- Os pais do suposto autor dos disparos em um tiroteio em uma escola secundária de Michigan, nos Estados Unidos, onde quatro pessoas foram mortas na última terça-feira, foram presos neste sábado, um dia depois de terem sido acusados de homicídio culposo.

James e Jennifer Crumbley foram localizados dentro de um armazém em Detroit, depois que uma pessoa avisou à polícia ter visto o carro do casal.

"Sim, ambos estão sob custódia e estão a caminho da prisão do Condado de Oakland", anunciou o delegado assistente Mike McCabe em entrevista coletiva.

Embora os advogados tivessem indicado a intenção da dupla de se entregar às autoridades, o chefe de polícia de Detroit, James White, destacou que os dois contradisseram a defesa ao se esconderem no galpão.

Os pais foram formalmente acusados nesta sexta de homicídio culposo, crime pelo qual poderiam receber uma pena de 15 anos de prisão, e logo depois as autoridades admitiram que o paradeiro do casal era desconhecido.

A polícia disse que a arma usada no tiroteio foi comprada pelo pai do menino um dia antes do trágico evento na escola secundária em Oxford, sua cidade natal, ao norte de Detroit.

Na última terça, Ethan, de 15 anos, entrou na escola com uma mochila e foi para o banheiro. Pouco tempo depois, surgiu com uma pistola Sig Sauer de 9 milímetros na mão e começou a atirar. Quatro estudantes morreram, dois meninos de 16 e 17 anos e duas meninas de 14 e 17 anos, e outras sete pessoas ficaram feridas.

O adolescente será julgado como adulto, com uma acusação de terrorismo, quatro acusações de assassinato em primeiro grau, sete acusações de agressão com intenção de assassinato e 12 acusações de posse de arma de fogo. O menino, que pode pegar prisão perpétua, se declarou inocente. EFE

afs/dr