PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Chanceler cubano afirma que "ingerência" dos EUA fracassou

07/12/2021 23h53

Havana, 7 dez (EFE).- O ministro das Relações Exteriores de Cuba, Bruno Rodríguez, afirmou nesta terça-feira que fracassaram as "operações de ingerência, desestabilização e desinformação" do governo do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, contra Cuba.

"Tal como aconteceu com (o ex-presidente Donald) Trump com tentativas de golpe na Venezuela, setores anticubanos levaram o presidente Biden ao fracasso das operações de ingerência, desestabilização e desinformação", escreveu o chanceler cubano no Twitter.

Rodríguez acrescentou que "não dá para esconder o fato de que em Cuba aqueles que respondem ao governo que tanto ataca o país não têm apoio popular".

O governo cubano culpa os EUA por promover os protestos de 11 de julho e a passeata que a oposição convocou para 15 de novembro, os quais também vincula às tentativas de "mudança de regime" e de "interferência" externa no rumo político do país.

No caso de novembro, o governo não autorizou a passeata, que foi evitada com um esquema policial pesado nas principais cidades, comícios de repúdio, detenções de opositores e bloqueios às casas de ativistas e jornalistas independentes. EFE