PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Com fundador do MST, Alba promove seminário visando "plano comum de lutas"

07/12/2021 04h53

Caracas, 6 dez (EFE).- A Aliança Bolivariana para os Povos de Nossa América (Alba) analisa nesta terça-feira, em um seminário realizado na Venezuela, a atual situação nacional e internacional e os "desafios" compartilhados pelas nações, com o objetivo de construir "um plano comum de lutas" em comunhão com vários movimentos.

"O objetivo da reunião é analisar a atual situação nacional e internacional, bem como os desafios compartilhados, com o objetivo de construir um plano comum de lutas em benefício dos povos", disse o Ministério das Relações Exteriores venezuelano em um comunicado.

O evento, chamado Segundo Seminário Político Alba Movimentos-Capítulo Venezuela, que acontece em Caracas, contará com "pelo menos" 20 organizações urbanas, rurais, comunitárias, feministas, culturais e jovens, entre outras, segundo a pasta.

O seminário contará com a presença do ex-presidente boliviano Evo Morales e de João Pedro Stedile, fundador do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), além de um grupo de analistas e representantes de partidos políticos e movimentos sociais.

Na primeira parte da reunião, serão realizadas várias conferências e, na segunda, grupos de trabalho discutirão "ações na frente nacional e internacional para um plano comum de luta".

"Eles também reanimarão os blocos de integração comprometidos com a soberania, a não-interferência e o direito dos povos a progredir em paz, reconhecendo a importância de plataformas como a Comunidade dos Estados da América Latina e Caribe (Celac), a Alba, o Movimento dos Países Não-Alinhados (Mnoal) e o Grupo de Puebla, entre outros", afirma a nota. EFE