PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Lava de vulcão espanhol destruiu 60 edificações nas últimas 36 horas

07/12/2021 17h28

Santa Cruz de Tenerife (Espanha), 7 dez (EFE).- A lava do vulcão Cumbre Vieja, localizado na ilha de La Palma, na Espanha, destruiu 60 edificações nas últimas 36 horas, anunciou nesta terça-feira o diretor-técnico do Plano de Emergências Vulcânicas das Canárias (Pevolca), Miguel Ángel Morcuende.

Em entrevista coletiva realizada após a reunião do comitê diretor do Pevolca, o especialista e a porta-voz científica do órgão, Carmen López, explicaram que os imóveis estão na região do fluxo de lava que desceu pelo mirante de Las Hoyas.

De acordo com boletim mais recente, a superfície afetada pela descida do material expelido pelo vulcão é de 1.182 hectares. Ao todo, são 3.039 edificações afetadas, sendo 2.881 delas destruídas, segundo apontou o sistema de monitoramento por satélite Copernicus.

Carmen López explicou que os fluxos de lava das últimas horas são muito fluídos, são de altas temperaturas e avançam rapidamente, no entanto, sem concentração de gases.

Morcuente garantiu que, na zona sul da ilha, os índices de qualidade do ar apontam que não há risco para a saúde, embora, nas localidades de Puerto Naos e La Bombilla, há alto nível de contaminação por gases.

O Instituto Geográfico Nacional da Espanha (IGN) informou que, durante a madrugada desta terça-feira houve 14 movimentos sísmicos em La Palma, o maior deles com magnitude de 3,4 graus na escala Richter, a 13 quilômetros de profundidade no município de Fuencaliente. EFE