PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Putin denuncia que componentes de armas biológicas eram criados na Ucrânia

16/05/2022 16h10

Moscou, 16 mai (EFE).- O presidente da Rússia, Vladimir Putin, denunciou nesta segunda-feira que componentes de armas biológicas estavam sendo criados na Ucrânia e que a Rússia obteve "provas documentais" disso durante a invasão ao país vizinho.

"Agora, durante a operação especial na Ucrânia, obtivemos provas documentais de que nas proximidades de nossas fronteiras estavam sendo criados essencialmente componentes de armas biológicas", declarou Putin em uma reunião no Kremlin com os líderes da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC).

Segundo o presidente russo, além de tais atividades, que violam as convenções que proíbem as armas biológicas e tóxicas, estas instalações "estavam desenvolvendo métodos e mecanismos para desestabilizar a situação epidemiológica no espaço pós-soviético".

Putin insistiu que é por isso que deve ser dada maior atenção ao problema da segurança biológica no espaço da OTSC, entidade que inclui, além da Rússia, outras cinco ex-repúblicas soviéticas: Armênia, Belarus, Cazaquistão, Quirguistão e Tadjiquistão.

O líder russo disse no início da reunião, que foi dedicada ao 30º aniversário da OTSC e foi transmitida ao vivo pela televisão russa, que "há muito tempo estamos soando o alarme sobre as atividades militares-biológicas dos EUA no espaço pós-soviético".

Ele acrescentou que nesta "região comum" o Pentágono "criou dezenas de laboratórios e centros biológicos que não se preocupam em fornecer assistência médica à população dos países onde aturam".

"Sua principal tarefa é coletar material biológico e estudar, para seus próprios fins, a natureza específica da propagação de vírus e doenças perigosas", afirmou Putin. EFE