PUBLICIDADE
Topo

Conteúdo publicado há
1 mês

Rússia acusa Ucrânia por choque de míssil contra prédio residencial em Kiev

27/06/2022 15h30

Moscou, 27 jun (EFE).- A Rússia acusou nesta segunda-feira a Ucrânia pela "queda" de um míssil interceptado por suas defesas antiaéreas em um prédio residencial localizado em Kiev, em incidente ocorrido ontem, em ataque das forças de Moscou, supostamente, contra a empresa da indústria espacial e de foguetes Artem, em que uma pessoa morreu.

"No dia 26 de junho, as Forças Aeroespaciais Russas lançaram um ataque com quatro mísseis de alta precisão lançados pelo ar contra a fábrica Artem, no distrito de Shevchenkivskyi, em Kiev", explicou o porta-voz do Ministério da Defesa da Rússia, Igor Konashenkov.

Segundo Moscou, os quatro mísseis alcançaram o alvo e "a infraestrutura civil da cidade de Kiev não foi atingida como resultado do uso de armas de alta precisão".

A versão da Rússia é que o prédio recebeu o impacto quando a Ucrânia tentou interceptar os mísseis russos com sistemas de defesa antiaérea S-300 e Buk M1, supostamente, om o uso de mais de dez mísseis antiaéreos.

"Devido a falta de interface entre os lançadores dos sistemas de defesa aérea e de equipes de rádio em áreas urbanas, os Buk ucranianos derrubaram no ar dois mísseis antiaéreos S-300. Supostamente, um dos mísseis antiaéreos derrubados caiu em um prédio residencial", afirmou Konashenkov.

A prefeitura de Kiev, mais cedo, informou em canal no Telegram que as operações de resgate no local acontecem, enquanto bombardeiros russos continuam acontecendo.

A Ucrânia sustenta que as forças de Moscou dispararam um míssil contra o prédio de nove andares e uma creche, localizados no distrito de Shevchenkivskyi.

Na ação, uma pessoa morreu e seis ficaram feridas, em diferentes graus.

Entre as quatro pessoas que precisaram ser hospitalizadas, está uma criança de sete anos.

O sétimo, o oitavo e o nono andares do edifício ficaram totalmente destruídos, além da tubulação de água que abastecia a creche. EFE