Jorge Sampaio debate crise europeia com Chefes de Estado em Dresden

Berlim, 04 Fev (Lusa) - O Presidente da República, Jorge Sampaio, participa hoje numa reunião informal de sete Chefes de Estado de países da União Europeia (EU) para debater a actual situação no Velho Continente, em Dresden (Alemanha).

Para o encontro, que decorre a convite do presidente da Alemanha, Horst Koehler, foram também convidados, os presidente da Áustria, Heinz Fischer, Finlândia, Tarja Halonen, Itália, Carlo Azeglio Ciampi, Letónia, Vaira Vike-Freiberga, e Hungria, Ferenc Gyurcsány.

A primeira conferência deste género realizou-se em Arraiolos, Portugal, em Outubro de 2003, e teve sequência no fórum presidencial em Helsínquia, na Finlândia, em Abril de 2005.

O lema do encontro em Dresden será "Juntos pela Europa", segundo um comunicado da presidência alemã.

Os temas a debater serão, de acordo com a mesma fonte, "A Identidade Europeia", "A Relevância Prática da União Europeia para os Cidadãos" e "O Futuro da Europa", sendo neste último que Jorge Sampaio centrará a sua intervenção.

O encontro informal dos sete Chefes de Estado integra-se na fase de reflexão que a União Europeia decidiu impor a si mesma, depois do fracasso dos referendos na França e Holanda para aprovar o Tratado Constitucional Europeu, refere ainda o comunicado divulgado pela presidência alemã.

Recentemente, Jorge Sampaio considerou a crescente falta de confiança dos cidadãos na Europa como um dos mais graves aspectos da actual crise europeia.

"Para além dos elementos objectivos de crise - como a debilidade dos resultados até agora obtidos pela União Europeia em domínios concretos ligados à economia, ao emprego e à segurança - é a vertente da crescente falta de confiança dos cidadãos na Europa que me parece especialmente grave e insidiosa", declarou Sampaio.

Por ocasião do lançamento do primeiro Dicionário de Termos Europeus editado em Portugal, na quinta-feira, no Centro de Informação Europeia Jacques Delors, em Lisboa, o Presidente cessante admitiu que "esta crise de confiança na Europa" é um "motivo de profunda preocupação".

Paralelamente ao fórum presidencial, foram convidados cerca de 100 estudantes alemães e de outros países da União Europeia para responder à questão "O que mantém a Europa unida?", numa Conferência Open-Space, que se realiza hoje, na capital da Saxónia.

Os estudantes vão apresentar domingo os resultados do seu debate aos Chefes de Estado, no Parlamento da Saxónia, em Dresden.

A conferência presidencial decorrerá hoje à tarde no Dresdner Zwinger, palácio barroco mandado construir no Século XVIII pelo Rei Augusto da Saxónia para salão de festas da corte.

Sábado à noite, os sete Chefes de Estado visitarão também a Frauenkirche, um obra-prima de arquitectura destruída durante a II Guerra Mundial pelas bombas da aviação aliada, e reinaugurada em 2005, depois de ter sido reconstruída com donativos públicos, a seguir à reunificação da Alemanha.

FA.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos