Israel: Terminou operação a Ariel Sharon, que voltou à sala de reanimação

Jerusalém, 11 Fev (Lusa) - Os médicos terminaram de operar o primeiro-ministro israelita, Ariel Sharon, que em seguida foi transferido para a sala de reanimação, anunciou hoje um porta-voz do hospital Hadassa de Jerusalém.

"A operação terminou", declarou a porta-voz hospitalar Yael Bossem Levy, sem fornecer mais detalhes.

De acordo com fontes médicas, a operação que durou quatro horas permitiu restabelecer a circulação sanguínea intestinal após obturação de uma artéria.

De acordo com familiares de Sharon, o seu estado é agora menos alarmante do que hoje de manhã.

O hospital Hadassa de Jerusalém deverá fornecer indicações mais detalhadas ao longo do dia.

Membros da família de Sharon, os seus dois filhos Omri e Gilaad, assim como os seus principais colaboradores no governo israelita acorreram à sua cabeceira quando souberam da brusca deterioração do seu estado de saúde.

Os seus dois filhos, que antes se alternavam para acompanhar o pai, encontravam-se hoje ambos no hospital.

O hospital Hadassa, situado nos arredores de Jerusalém no bairro de Ein Karem, informara hoje que Sharon estava em estado muito grave e que a sua vida corria perigo.

Sharon foi operado devido a um bloqueio da irrigação sanguínea no sistema digestivo. Está a ser alimentado desde o princípio deste mês através de uma sonda que os médicos introduziram no seu estômago.

JMS.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos