Gripe das Aves: Pandemia faria até 142 milhões de mortos - estudo

Sydney, Austrália, 17 Fev (Lusa) - Uma eventual pandemia de gripe das aves poderá matar até 142 milhões de pessoas e custar cerca de 4,4 mil milhões de dólares à economia mundial, segundo uma estimativa hoje divulgada por peritos australianos.

"No caso de um cenário extremo haveria uma recessão económica maciça, com 142,2 milhões de mortos e uma perda de produto mundial bruto de 4,4 mil milhões de dólares (3,7 mil milhões de euros)", refere este estudo do instituto independente Lowy.

"Num cenário menos catastrófico, o número de mortos estimado seria de 1,4 milhões e o custo económico mundial de 330 milhões de dólares (277 milhões de euros)", prevêem os autores do estudo, Warwick McKibbin, analista económico e membro do conselho de administração do Banco Central da Austrália, e Alexandra Sidorenko, da Universidade Nacional da Austrália.

O impacto económico seria sem dúvida muito mais sensível nos países em desenvolvimento, e as economias da América do Norte e da Europa seriam as menos afectadas, acrescentam.

O vírus H5N1 da gripe das aves fez pelo menos 91 mortos desde finais de 2003, principalmente no sudeste asiático e na China, e chegou recentemente a países da União Europeia, nomeadamente à Alemanha, Itália e Grécia, onde foi identificado em aves selvagens.

CM.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos