Brasil inaugura em maio centro de distribuição em Lisboa

Lisboa, 10 Abr (Lusa) A Apex (Agência de Promoção de Exportações e Investimentos do Brasil) inaugura em maio em Lisboa um centro de distribuição de produtos brasileiros para a Península Ibérica que já conta com a adesão de 150 empresas. Investimento será de 280 mil euros (mais R$ 750 mil) e irá criar 450 empregos diretos.

O anúncio foi feito hoje pelo presidente da Apex, Juan Quirós, durante o segundo encontro de empresários para a cooperação econômica e comercial entre a China e os países de Língua Portuguesa.

Juan Quirós lembrou que o Brasil deve fechar 2006 com um volume de exportações na ordem dos US$ 132 bilhões (R$ 284 bilhões), mais que o dobro do registrado em 2002, sendo que 25% tem como destino a Europa. No seu entender, as relações comerciais entre Brasil e Portugal estão "aquém do potencial", na ordem de 1% a 2%.

A agência ainda irá decidir qual a localização do centro, que poderá ser no Parque Lezíria e Via Longa, próximos ao aeroporto (cerca de 15 quilômetros) e do porto (20 quilômetros) de Lisboa, por onde entrarão os produtos brasileiros, disse Juan Quirós.

Centros pelo mundo

Quirós ainda destacou a grande adesão das empresas brasileiras a este centro de distribuição (bastante acima das 25 a 30 empresas que têm aderido a outros centros abertos pela Apex pelo mundo). Ele atribuiu esta procura à facilidade de negociação e inserção em Portugal, com abertura para os países africanos lusófonos.

O centro de distribuição de produtos brasileiros de Lisboa vai acolher empresas dos setores de acessórios de piscinas, alimentos industrializados, rações animais, artigos desportivos, autopeças, brinquedos, cachaça, café de alta qualidade, moda (calçado, confecção, cosméticos e jóias), construção civil e equipamentos médicos e hospitalares.

O centro de distribuição de Lisboa, que começou a ser negociado há quase um ano, visa não só o mercado português, mas também o ibérico e o africano, em particular o dos países de língua oficial portuguesa e o Norte de África.

A Apex já opera três centros de distribuição de produtos brasileiros, no Dubai (para o mercado asiático), Miami (para o mercado norte-americano) e Frankfurt (para a Alemanha e Europa). Está prevista a abertura de outro, até junho, em Varsóvia (Polônia), destinado ao mercado do Leste Europeu. Em negociações está a abertura de um centro em Xangai (visando o mercado chinês) e outro em Johannesburgo (África do Sul).

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos