Austrália acusa atletas de 10 países de imigração ilegal

Maputo, 28 Abr (Lusa) - O Departamento de Imigração da Austrália divulgou hoje uma lista de 24 atletas e dirigentes esportivos que permanecem ilegalmente no país após o fim dos Jogos da Commonwealth, realizados em março.

A lista inclui cidadãos de Moçambique, Canadá, Reino Unido, Camarões, Nigéria, Trindade e Tobago, Índia, Tonga, Gana e Tanzânia.

A ministra da Imigração australiana, Amanda Vanstone, afirmou que os 24 ilegais devem entrar em contato com o Departamento de Imigração. "Se optarem por não cumprir esta ordem, serão alvo de medidas compulsórias", disse Vanstone, sem especificar quais sanções serão impostas aos atletas desaparecidos.

Moçambique

Logo depois da divulgação da lista, o COM (Comitê Olímpico de Moçambique) negou que tenha deixado atletas na Austrália. "Os 19 atletas que participaram nos jogos em Melbourne voltaram para casa", disse o vice-presidente do COM, Aníbal Manave, à Agência Lusa. Manave acrescentou que a delegação moçambicana nos Jogos da Commonwealth era composta por 12 jogadoras de basquete, três corredores, duas nadadoras e dois pugilistas.

"Os atletas moçambicanos não têm disso. Depois das competições voltam sempre ao país e, se tiverem que sair, faze isso legalmente", disse o dirigente. Manave explicou que o único incidente registrado com sua delegação em Melbourne foi a expulsão de um pugilista por motivos disciplinares. "Ele voltou mais cedo a Moçambique", explicou Manave.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos