Austrália começa a reduzir presença militar no Timor Leste

Sydney, 03 Ago (Lusa) - O governo australiano anunciou nesta quinta-feira o início da redução das tropas destacadas no Timor Leste, graças à evolução positiva na situação da segurança no país.

A Austrália, que tem 3 mil militares do Exército, Marinha e Força Aérea no Timor, decidiu iniciar a retirada do contngente porque a situação atual exige "operações de polícia". No primeiro momento, deverão deixar o Timor cerca de mil soldados.

"A redução de tropas não tem uma data limite. As decisões de retirar o pessoal e o equipamento serão baseadas em uma cuidadosa monitoração das condições no Timor Leste", indicou o Ministério australiano da Defesa em um comunicado.

Nos últimos dez dias, o navio HMA Kanimbla e três helicópteros Blackhawk foram levados de volta à Austrália e, nas próximas semanas, espera-se que uma companhia de infantaria e vários funcionários regressem para casa.

O Ministério da Defesa anunciou também que, depois da retirada dos primeiros mil soldados, o contingente continuará sendo reduzido no Timor - que possivelmente já contará com uma força internacional de segurança sob comando da ONU, com militares e agentes da polícia.

As forças australianas estão trabalhando com o governo timorense e com as forças da Malásia, Nova Zelândia e Portugal para estabilizar a segurança no país e facilitar a separação dos grupos em conflito.

O Timor Leste sofreu uma profunda crise política e social iniciada em abril, após a expulsão de 600 soldados que exigiam o fim da discriminação étnica nas Forças Armadas. A situação se agravou em maio, com confrontos em toda a capital, Díli. Em junho, o primeiro-ministro Mari Alkatiri renunciou depois que um grupo rebelde o acusou de ter distribuído armas a civis para eliminar rivais políticos.

A crise, que causou a morte de 30 pessoas e provocou 150 mil refugiados, arrefeceu com a renúncia de Alkatiri e sua substituição pelo ex-ministro das Relações Exteriores José Ramos Horta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos