Igreja classifica de 'inadmissível' pobreza na África

Luanda, 28 Jul (Lusa) - Os bispos católicos da África Austral classificaram como "inadmissível" a pobreza do povo da região, diante das riquezas naturais "abundantes" de alguns países, em um comunicado oficial divulgado neste sábado.

"No caso de alguns países da região, os recursos naturais outorgados pela providência divina são tão abundantes, que se torna inadmissível a situação de pobreza do povo", afirmaram os bispos numa mensagem pastoral redigida após a 8ª assembléia da Associação Inter-regional dos Bispos da África Austral (Imbisa, da sigla em inglês), que terminou na sexta-feira em Luanda.

O tema dessa edição do evento foi a boa governança dentro e fora da Igreja, norteando uma série de debates. De acordo os prelados, "o desenvolvimento por meio da boa governança constitui um compromisso obrigatório para todos os responsáveis".

"Na igreja, o desenvolvimento se identifica com a procura de auto-suficiência em recursos humanos e materiais para as dioceses e paróquias", diz a mensagem.

O texto afirma que, "o desenvolvimento deve ser mais humano, inclui o crescimento em recursos materiais, de forma que o país possa resolver por si mesmo os seus respectivos problemas".

Em relação ao governo e à administração pública, os bispos católicos afirmaram que "nenhum governante pode ignorar o povo como verdadeiro proprietário da fazenda [dinheiro] pública ou do patrimônio nacional, habitualmente representando pelo Estado".

"O governante, tanto civil como eclesiástico, não é dono, é administrador dos bens da comunidade, e na gestão do patrimônio todo o governante é obrigado a agir segundo as leis", ressalta o documento divulgado pelos bispos.

Para os religiosos, "a governança, para ser boa, inclui a transparência consubstanciada numa contabilidade credível e séria prestação de contas".

"Um governante, como um funcionário que é pago com o dinheiro do povo, deve considerar-se empregado do mesmo povo, por isso há de servi-lo com respeito e não com altivez", afirmaram os bispos na mensagem.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos