Portugal julga acusados de assaltos violentos a turistas

Faro, 3 mar (Lusa) - Um grupo de seis homens acusados de violentos roubos a casas de estrangeiros no Algarve começou a ser julgado nesta segunda-feira, no Tribunal Judicial de Faro, sul de Portugal.

Cinco dos acusados - Marius Lovin, 20 anos, Alexandre Stoica, 29 anos, Cláudio Vilcan, 29 anos, Marius Lazer, 31 anos e Ion Radu, 31 anos - estão em prisão preventiva desde janeiro de 2007, quando foram detidos pela polícia portuguesa em um restaurante.

O sexto acusado, George Vilcan, tem paradeiro desconhecido. O homem também foi convocado para a audiência, mas não compareceu ao julgamento.

Todos são os supostos autores de vários roubos violentos a casas de ingleses e holandeses nas cidades de Loulé, Faro e Olhão.

Segundo a acusação, os crimes eram realizados com recurso a violência psicológica e física - espancamento, seqüestro e outros tipos de tortura - para que as vítimas cedessem as senhas dos cartões bancários. Em um dos casos, os ladrões cortaram o dedo de uma das vítimas e, em outro, espancaram um cachorro até a morte.

Depois de lida as acusações, apenas um dos réus, Marius Lazer, quis se pronunciar, alegando inocência.

Lazer afirmou que residia com os demais acusados, mas havia chegado em Portugal apenas dois dias antes da detenção. O suspeito disse que chegou a ver objetos de valor na casa, como televisão e computador, mas "desconhecia quem os tinha colocado dentro da habitação".

Quando questionado pelo juiz sobre como havia adquirido uma carteira da marca Gucci, Marius Lazer explicou que tinha sido um presente recebido na Romênia.

Serão ouvidas 33 testemunhas pelo tribunal e o julgamento deve durar cerca de 15 dias.

Uma das advogadas de defesa disse à Agência Lusa que nenhum dos acusados conseguirá menos de oito anos de prisão devido à violência dos crimes.

Em 31 de janeiro de 2007, a polícia portuguesa anunciou em comunicado ter detido cinco pessoas por suspeita de participação nos assaltos violentos a 11 casas de ingleses e holandeses, que haviam começado em maio de 2006.

O comunicado indicava ainda que as vítimas eram todas estrangeiras e habitavam casas isoladas, o que seriam possíveis "critérios de seleção".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos