Invasão de leões, elefantes e hipopótamos aflige angolanos

Luanda, 11 mar (Lusa) - A invasão de elefantes, hipopótamos e leões em áreas residenciais de Angola está preocupando as autoridades governamentais por causa de ataques a pessoas e destruição de campos agrícolas.

Segundo a Rádio Nacional de Angola, no domingo, duas pessoas ficaram feridas quando uma leoa invadiu uma aldeia do município de Camanongue, província de Moxico, no leste do país, tendo sido depois abatida pelos moradores.

Ambientalistas contatados pela emissora local afirmam que os animais, com o fim da guerra civil, estão regressando às suas áreas de origem e encontram os humanos em seu habitat.

As fortes chuvas que nos últimos tempos têm caído na região sul do país, deixando inundadas várias localidades das províncias do Cunene, Cuando Cubango, Huíla e Namibe, também são apontadas como causas que levam à movimentação dos animais à procura de locais mais seguros.

Aliada a estes motivos está a procura de alimentos, escassos no habitat, pelos animais.

De acordo com relatos de habitantes destas localidades, que já manifestaram sua preocupação às autoridades, manadas de elefantes estão destruindo os campos agrícolas.

Em fevereiro, um total de 248 famílias, na comuna de Lumbala Caquengue, município do Alto Zambeze, em Moxico, tiveram suas plantações devastadas por mais de 70 elefantes.

O camponês José Cacoma, uma das vítimas, conta que, para escapar de um ataque de sete elefantes, precisou subir em uma árvore, onde permaneceu durante três horas, tempo necessário para os animais se alimentarem "até dos viveiros".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos