Angola tem 'aumento significativo' de casos de tuberculose

Luanda, 24 Mar (Lusa) - Angola notificou durante o ano passado 42.383 casos de tuberculose, cifra que as autoridades sanitárias consideram ter sofrido "um aumento significativo", afirmou nesta segunda-feira, em Luanda, o vice-ministro angolano da Saúde, José Van-Dúnem.

Van-Dúnem atribuiu o crescimento às conseqüências das migrações "forçadas" da população, provocadas pela guerra, e a um "grande número" de pessoas que ainda vivem em situação de "relativa precariedade".

O governante não quis adiantar o número de mortes causadas pela doença no país.

O vice-ministro da Saúde falava aos jornalistas durante a cerimônia que marcou, em Angola, o Dia Mundial da Tuberculose.

Segundo José Van-Dúnem, a situação do aumento de casos da doença possui relação com a maior notificação, o que denota a confiança da população nas unidades sanitárias, bem como os esforços do governo na reabilitação das unidades hospitalares.

"Tanto nas capitais de província, como dos municípios", com a colocação de médicos à frente de equipes formadas por enfermeiros, técnicos de laboratório e agentes, a população voltou a confiar nas estruturas sanitárias e procuram com maior freqüência os hospitais, disse o governante.

José Van-Dúnem apontou ainda um esforço logístico para garantir o acesso aos medicamentos para combater a tuberculose.

Nesse sentido, o responsável disse que o setor sanitário do país está utilizando, além das equipes e dos agentes de mobilização, entidades tradicionais e professores escolares com a finalidade de garantir que as pessoas conheçam melhor o problema e "rapidamente" procurem a unidade sanitária para obter tratamento "gratuito".

Segundo o vice-ministro, persiste a dificuldade por causa do tratamento contra a doença, que é de longa duração, o que leva muitos doentes a abandonarem a medicação antes do tempo recomendado.

Para prevenir a tuberculose e diminuir sua taxa de mortalidade, Angola está promovendo campanhas de vacinação, dentro de um programa nacional, e o tratamento sob observação direta.

A faixa etária mais atingida pela doença em Angola é dos 14 aos 54 anos, o que faz com que o problema tenha conseqüências no desenvolvimento econômico do país, segundo as autoridades sanitárias.

Durante o encontro, foi anunciada uma estratégia para o combate à tuberculose no período 2008-2013. O plano estabelece a formulação de um sistema de informação efetivo e a gestão dos medicamentos e materiais.

A tuberculose é uma doença causada pelo "bacilo de Koch", que pode atacar os pulmões e outros órgãos. A doença é transmitida por tosse ou espirro.

Um dos principais sintomas da doença é tosse seca ou com catarro, que persiste por mais de três semanas, às vezes com sangue. Dores no peito, mal-estar, falta de apetite, emagrecimento, suor e febres à noite são outros indícios da tuberculose.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos