Ex-presidente moçambicano elogia posse no Zimbábue

Maputo, 25 ago (Lusa) - O ex-presidente moçambicano Joaquim Chissano disse estar satisfeito com a posse do Parlamento do Zimbábue, anunciada para esta segunda-feira, que considerou uma "prova da capacidade dos zimbabuanos em ultrapassar as suas divergências".

Os deputados zimbabuanos devem tomar posse em Harare cinco meses após a eleição legislativa, que ocorreu junto com o primeiro turno das eleições presidenciais.

A não-aceitação do resultado do segundo turno da votação para presidente - a oposição alega fraude no processo que reconduziu Robert Mugabe ao poder - vinha inviabilizando a posse do Parlamento que, pela primeira vez desde a independência do país, há 18 anos, será dominado pela oposição.

Comentando o início dos trabalhos do órgão legislativo zimbabuano, Joaquim Chissano, que presidiu Moçambique entre 1986 e 2004, manifestou sua satisfação.

"Sempre acreditei que os zimbabuanos podiam encontrar a solução para seus próprios problemas, porque houve várias crises no passado, que eles souberam superar com o envolvimento de todas as partes", frisou Chissano, que agora dirige o Fórum dos ex-Chefes de Estado Africanos.

O grupo majoritário do principal partido da oposição no Zimbábue, o Movimento para a Mudança Democrática (MDC), liderado por Morgan Tsvangirai, terá cem cadeiras na nova formação parlamentar, contra 99 da Zanu-PF, partido no poder, e 10 de uma facção independente do MDC, sob comando de Arthur Mutambara.

O Senado será composto por 30 membros da Zanu-PF, 24 do MDC de Morgan Tsvangirai, seis da facção de Arthur Mutambara, 18 chefes tradicionais, 10 governadores provinciais e cinco nomeados pelo chefe de Estado.

Apesar da posse, as negociações para a formação de um governo de unidade nacional, visto como a única saída para a grave crise política e econômica em que o Zimbábue se encontra, continuam em impasse devido a divergências sobre a repartição de poderes entre Robert Mugabe e Morgan Tsvangirai.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos