Bruxelas exige indicação de origem de azeite em rótulos

Bruxelas, 17 set (Lusa) - Os rótulos dos azeites virgem e extra-virgem produzidos na União Européia (UE) deverão incluir, a partir do próximo ano, o país de origem, segundo uma proposta de Bruxelas que será enviada à Organização Mundial do Comércio (OMC).

A proposta foi aprovada nesta quarta-feira por um comitê de especialistas dos 27 e prevê ainda que os rótulos indiquem ainda se o azeite contido na garrafa é uma mistura de produtos de várias origens.

Assim, haverá dois tipos de procedência: a do país ou, no caso de combinação, a indicação de "mistura de azeites da UE", por exemplo.

A tramitação na OMC demorará até 60 dias, sendo que Bruxelas espera que as novas regras de rotulagem do azeite virgem e extra-virgem sejam aprovadas pelos 27 até final do ano e entrem em vigor em 1° de julho de 2009.

Atualmente, a indicação da origem do azeite é facultativa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos