Para ex-presidente luso, Tratado de Lisboa está desatualizado

Lisboa, 11 fev (Lusa) - O ex-presidente português Mário Soares disse que, devido à crise financeira mundial, a parte relativa à economia do Tratado de Lisboa "está desatualizada", porque "é neoliberal".

Para Soares, o "não" em referendo dado ao Tratado e a falta de ratificação do mesmo pela República Tcheca atrasaram a entrada em vigor do documento, que, diante da crise, acabou ficando desatualizado na área econômica.

"O mundo mudou e têm de haver outras políticas e se não existirem essas políticas estamos mal. Ora, um Tratado que vai dirigir, se vier a dirigir, todos os 27 países [da União Europeia], não pode ter coisas que estão completamente desatualizadas, como é o caso de toda a parte economicista, que é neoliberal", disse.

"Fui entusiástico do Tratado de Lisboa. O Tratado de Lisboa é importante porque incluía uma declaração dos direitos humanos que era obrigatória e vinculativa para todos os europeus, sem exceção. Isso era um grande progresso", afirmou o ex-presidente luso.

Apesar disso, criticou o documento "porque cria instituições políticas para além das instituições econômicas, um presidente para a Europa, entre outras coisas. Mas na parte econômica do Tratado, toda a concepção que anima aquilo morreu ou está a morrer com esta crise. Está desatualizado".

Mesmo assim, ressaltou que, se o atual texto for aprovado, já "é um passo" que pode depois sofrer as alterações necessárias.

"Se conseguirem que seja aprovado é um passo, mas depois tem de ser alterado porque realmente nós não estamos mo mesmo comprimento de onda, é preciso perceber que o mundo mudou ou está a mudar com esta crise", concluiu.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos