Premiê luso está 'descrente' na questão climática, diz partido

Lisboa, 16 mar (Lusa) - O primeiro-ministro português, José Sócrates, está "descrente" sobre os objetivos das alterações climáticas e repudiou as "pressões" da UE para fazer com que a Irlanda aceite o Tratado de Lisboa, informou o Partido Ecologista Os Verdes.

Após uma audiência com o premiê, a deputada ecologista Heloísa Apolónia afirmou que José Sócrates "parece descrente" em relação à próxima conferência de Copenhague, onde deverão ser estabelecidas metas para o combate às alterações climáticas.

"Se os próprios líderes estão renitentes e descrentes em relação ao sucesso deste combate, então nós próprios não podemos estar crentes na força da União Europeia", disse.

Heloísa Apolónia disse ainda que Sócrates parecia estar confiante na possibilidade de o povo irlandês se manifestar a favor do Tratado de Lisboa em um segundo referendo.

Sobre a atual conjuntura econômica e financeira, a deputada Apolónia acusou a UE de também ter contribuído para a atual crise, através do Pacto de Estabilidade e Crescimento e das metas que impôs aos países em termos de cumprimento de déficit.

"A estratégia de Lisboa também esteve sempre muito longe de servir as pessoas, designadamente ao nível do emprego e de desenvolvimento dos diferentes Estados-membros. Neste momento, a UE apenas procura minimizar os impactos negativos resultantes da sua própria estratégia, sem que se comprometa em alterar a estrutura das políticas", afirmou.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos