Com salário atrasado, jogadores de time luso voltam a treinar

Amadora, Lisboa, 8 abr (Lusa) - Os jogadores do Estrela da Amadora, que somam quase nove meses de salários atrasados, voltaram aos treinos nesta quarta-feira. Em comunicado, os atletas alegaram não quererem ver "imputada qualquer responsabilidade do que poderá acontecer" de negativo ao clube.

Após dez dias sem treinar, apenas com um trabalho rápido de preparação no sábado, os jogadores decidiram voltar às atividades, mesmo não tendo recebido nenhum valor em relação aos salários atrasados.

"O plantel do Estrela da Amadora vem por este meio informar que, apesar de todos os problemas que tem vivido nos últimos meses ainda não estarem resolvidos, nomeadamente o descumprimento salarial desde outubro, e sucessivas promessas não cumpridas, garante desde já a continuidade dos treinos e jogos até final da época", afirmou o capitão Marco Paulo, lendo um comunicado de todo o elenco.

Marco Paulo adiantou que não a falta de treinamento se tornou "uma situação complicada" e que não poderiam "continuar a jogar nessas condições", já que "põe em causa a própria saúde".

Sem solução

Os jogadores disseram também que sentem "abandonados" e que este retorno aos treinos não fará com que deixem de "lutar pelos seus direitos", mesmo sabendo dos "eventuais riscos" que correm "se não forem resolvidos os problemas inerentes ao processo em curso de viabilização do clube". O presidente do clube, António Oliveira, se reuniu no Instituto de Apoio às Pequenas e Médias Empresas e à Inovação (Iapmei), para tentar que seja dada resposta ao Procedimento Extrajudicial de Conciliação (PEC). Se a iniciativa tiver resultado positivo, o Estrela da Amadora poderá suspender as penhoras de que é alvo.

"Todos os dias, há reuniões importantes e acaba por não se resolver nada. Esta é a nossa história, todos os meses. Sei que havia uma reunião, mas até agora não soubemos nada", ressaltou o capitão do time luso.

A equipe da cidade de Amadora, na região de Lisboa, só recebeu, nesta temporada, dois meses de salários, adiantados pelo Fundo de Garantia Salarial do Sindicato, e parte de um ordenado, pago pela direção, quando falta um mês e meio para o final do campeonato.

Os jogadores m agendado um treino para quinta-feira, com portas fechadas, no Estádio José Gomes, sobre o jogo do próximo sábado com o Porto, no Estádio do Dragão, válido pela 24ª rodada do Campeonato Português.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos