Técnico do Porto diz manter confiança, mas nega favoritismo

Porto, 14 abr (Lusa) - O treinador do Porto, Jesualdo Ferreira, negou qualquer favoritismo e revelou manter a mesma confiança para o jogo que decide a vaga para as semifinais da Liga dos Campeões da Europa, contra o Manchester United, no Estádio do Dragão, apesar do empate em 2 a 2 na Inglaterra.

Em entrevista coletiva antes do segundo jogo das quartas-de-final, que será disputado na quarta-feira, Jesualdo Ferreira explicou que os seus jogadores "querem muito ganhar", mas alertou também para a qualidade do adversário, o "campeão do mundo, da Europa e que tem o melhor jogador do mundo [Cristiano Ronaldo]".

"Vamos colocar em campo aquilo que sabemos fazer bem, com confiança e grande motivação. Mas o Manchester tem as mesmas ambições e também quer vencer e passar às meias-finais. Temos exatamente a mesma confiança que tínhamos quando iniciamos a eliminatória", ressaltou.

Sempre muito sereno nas análises e pausado nas respostas, Jesualdo Ferreira negou que esse seja jogo da sua vida, embora tenha também afirmado que é um dos "mais importantes" da carreira, estando por isso disposto a "desfrutar do momento".

"O Porto só sabe jogar como jogou em Manchester. O que nunca farei, como treinador deste clube, é mudar a identidade desta equipe. Por isso, o que nos interessa é que o jogo comece", disse.

O fato de o Porto nunca ter perdido em Portugal para equipes inglesas não modifica a forma de pensar de Jesualdo Ferreira, que também recordou que o avançado brasileiro Hulk é um "dos jogadores mais inexperientes do plantel" e que apenas agora está tomando "consciência das suas responsabilidades".

Punição

O técnico português foi punido pela Uefa com um jogo de suspensão e não vai dirigir o Porto contra Manchester United.

O motivo da punição foi um gesto de Jesualdo Ferreira no primeiro jogo das oitavas-de-final da Liga dos Campeões, diante do Atlético de Madrid, quando o árbitro anulou um gol do Porto.

Em primeira instância, a Uefa puniu Jesualdo Ferreira com dois jogos de suspensão, mas reduziu agora a uma partida, aceitando a argumentação da defesa portista, que o gesto se dirigia aos seus jogadores, por não terem cumprido um movimento coletivo.

Esta é a primeira suspensão em 35 anos de carreira de Jesualdo Ferreira.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos