Tremor de Sichuan faz um ano, e China agradece ajuda

Pequim, 11 mai (Lusa) ? A China agradeceu nesta segunda-feira os enormes donativos oferecidos pela comunidade internacional após o devastador terremoto que abalou o pais há um ano, e que causou quase 90.000 mortos e desaparecidos.

"A China e o povo chinês ficaram profundamente gratos com a ajuda que receberam da comunidade internacional, e que foram oferecidos por mais de 170 países e 20 organizações internacionais", diz o Livro Branco sobre a Prevenção e Redução de Desastres divulgado hoje, véspera do primeiro aniversário do tremor de Sichuan, sudoeste do país.

Foi o mais devastador terremoto registrado na China nos últimos 32 anos, atingindo 8 graus na escala Richter, e foi sentido a mais de 1.500 quilômetros de distância do epicentro.

Os donativos em dinheiro oferecidos pela comunidade internacional, segundo o Livro Branco, somaram 4,4 bilhões de yuan (cerca de R$ 1,3 bilhão).

A China recebeu "largas quantidades de material de socorro" e a ajuda de mais de 200 equipes técnicas de vários países, incluindo Japão e Estados Unidos.

O agradecimento público do governo chinês contrasta com a atitude das autoridades no verão de 1976, quando um terremoto de 7,8 graus na escala Richter matou cerca de 250 mil pessoas em Tangshan, uma cidade mineira do norte da China.

Na época, as autoridades chinesas rejeitaram a ajuda internacional e o primeiro-ministro, Hua Guofeng, demorou uma semana para ir pessoalmente inteirar-se dos efeitos do tremor.

A campanha contra o "revisionismo" de Deng Xiaoping, o futuro "arquiteto-chefe das reformas" que transformaram a China numa grande potência econômica, foi então considerada mais importante que o auxílio humanitário.

No ano passado, porém, o primeiro-ministro, Wen Jiabao, voou logo para o local para dirigir as operações de salvamento e durante uma semana a emissão de vários canais da televisão estatal foi inteiramente dedicada ao tremor, com reportagens e comentários ao vivo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos