Portugal desconsidera possibilidade de não ir à Copa-2010

Óbidos, Leiria, 2 jun (Lusa) - O zagueiro Bruno Alves vê como uma obrigação a classificação de Portugal para a Copa do Mundo de 2010, assim como a obtenção da vitória sobre a Albânia, no jogo de sábado, pelas eliminatórias.

"É obrigatório ganhar, mas acredito no trabalho que temos vindo a fazer. Acho que estamos todos unidos e sabemos a tarefa que temos de fazer no jogo contra a Albânia", afirmou nesta terça-feira o jogador do Porto, em Óbidos, onde a seleção lusa treina para a partida.

Convicto de que "haverá sempre pressão", Bruno Alves recusou equacionar um possível afastamento do Mundial: "eu penso que vamos lá estar, acho que é um sentimento comum na seleção e vamos fazer tudo para estar presentes".

"Temos feito um bom trabalho, nos treinos, mas as coisas não têm sido traduzidas dentro de campo. Vamos continuar a trabalhar da mesma maneira, mas com o objetivo de ganhar mais jogos. Penso que é essa a nossa mentalidade e é isso que vamos procurar fazer", explicou o defesa central, recusando-se a responder sobre uma eventual saída do Porto, garantindo estar "focado" apenas na equipe das "quinas".

Finalização falha

Apesar de confiante em conseguir estrear em Mundiais, o atacante Nani lamentou "um pouco de azar" na finalização, numa seleção que "tem feito tudo bem, criado muitas oportunidades".

"Só falta mesmo aquela sorte, às vezes, chutar uma bola, bater e entrar, mas acredito que vamos fazer muitos golos agora, nos jogos que faltam", frisou.

O atleta do Manchester United defendeu que "a única coisa diferente a fazer é marcar gols" e destacou que o grupo está "tranquilo e o ambiente fantástico", reiterando que as dificuldades na qualificação ficam a dever-se à "infelicidade de não fazer gols".

Falta sorte

Também Hugo Almeida justificou os problemas nesta fase com a falta "dessa pontinha de sorte" e disse que falhar o Mundial é impensável: "não nos passa pela cabeça ficar de fora, sabemos que está um pouco difícil, mas jamais nos passa pela cabeça".

"Aqui não tenho feito os gols que pretendo, mas também não temos tido muita sorte de a bola entrar. Mas o futebol é isto e penso que temos praticado um bom futebol", afirmou o atacante do Werder Bremen.

Apontando como objetivo "ganhar os três pontos", Hugo Almeida admite alguma insatisfação com os resultados negativos: "por vezes não acontece, nós saímos muito frustrados e ninguém sai mais frustrado que nós de não conseguirmos o resultado que queremos".

Portugal volta a treinar nesta quarta-feira, na penúltima sessão antes da viagem para a Albânia, onde disputa, sábado, um jogo decisivo.

Quatro dias depois, a seleção portuguesa encerra a temporada com um amistoso na Estônia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos