Portugal faz sábado 1ª de 5 'finais' para estar na Copa-2010

Por Nuno Filipe Ortega, da Agência Lusa

Lisboa, 4 jun (Lusa) - A seleção portuguesa joga neste sábado na Albânia a primeira de cinco finais que tem de vencer para conseguir estar na Copa-2010, na África do Sul, mas os 15 pontos poderão ser insuficientes para a classificação direta.

Com cinco jogos disputados, Portugal soma apenas seis pontos, fruto de apenas uma vitória em Malta, três empates sem gols (nos dois jogos com a Suécia e na recepção à Albânia) e uma derrota caseira com a Dinamarca.

Neste momento, a "equipe das quinas" ocupa o terceiro lugar do grupo 1 da eliminatórias, a sete pontos da Dinamarca e da Hungria, que tem mais um jogo, e com os mesmos da Suécia, que tem uma partida a menos.

Apenas o primeiro classificado de cada chave tem vaga garantida na Copa, enquanto os melhores oito classificados dos nove grupos disputarão um "play-off".

"Todos sentimos a responsabilidade de ficarmos fora de um mundial. Se pensarmos um pouco nisso, assusta-nos. Temos cinco jogos para jogar e temos de ganhá-los para mostrarmos que queremos estar lá", citou o zagueiro Ricardo Carvalho.

Sem poder contar com Paulo Ferreira e Danny lesionados, Carlos Queiroz continua a renovação na equipe e estreou na convocação Zé Castro, que, junto com Moreira, Beto e Eliseu, pode fazer a sua primeira partida internacional, além de ter "recuperado" o esquecido Boa Morte, que já não era chamado desde agosto de 2008.

Caso promova a estreia destes jogadores, pouco provável no caso dos dois goleiros, Queiroz aumentará para 12 o número de jogadores que estreou em nove encontros como técnico.

Carlos Queiroz já confirmou a titularidade de Eduardo e de Pepe. A defesa deverá, assim, ser composta por Bosingwa, Ricardo Carvalho, Bruno Alves e Duda.

No meio-campo, fazendo companhia a Pepe, deverão estar Raul Meireles e Deco, atrás do tridente ofensivo que poderá ser composto por Cristiano Ronaldo, Hugo Almeida e Simão, com Nani como altrernativa.

A Albânia, que começou com um 0 a 0 em Braga, procura novo bom resultado frente a Portugal e poderá, em caso de triunfo, ultrapassar e acabar com o sonho da "equipe das quinas".

Além da motivação que este resultado traz e do "fator casa", a seleção da Albânia apresenta ainda o novo treinador, o croata Josif Kuze, que substituiu o holandês Ari Haan.

Nas complicadas contas para a classificação, Portugal está obrigado a vencer os últimos cinco encontros, mas os 15 pontos só deverão chegar para garantir o segundo posto, no qual poderá terminar empatado com a Suécia.

Se Portugal vencer Albânia, Hungria (dois jogos), Dinamarca fora e Malta em casa, termina a fase de classificação com 21 pontos.

A Dinamarca, perdendo para Portugal, mas vencendo os restantes jogos, conclui as eliminatórias com 25 pontos, enquanto a Suécia poderá alcançar 24, contudo, as duas seleções têm dois jogos entre si.

No caso de uma repartição de vitórias entre as duas equipes nórdicas, a Dinamarca terminaria com 22 pontos e a Suécia com os mesmos 21 que Portugal.

Em caso de uma vitória de uma equipe e o empate de outra, Portugal conseguiria, se somar os 15 pontos, ficar sempre à frente da Suécia ou da Dinamarca.

As complicadas contas obrigam Portugal a vencer sábado na Albânia, fato que os jogadores portugueses têm salientado, com destaque para as palavras de Cristiano Ronaldo: "Se não ganharmos à Albânia... não podemos estar no Mundial".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos