Treinador luso diz que Portugal tem 'confiança ilimitada'

Óbidos, Leiria, 4 jun (Lusa) - O treinador da seleção de Portugal, Carlos Queiroz, afirmou nesta quinta-feira que a equipe tem confiança absoluta para o confronto de sábado com a Albânia, em Tirana, decisivo para as chances de o time chegar à Copa-2010.

"Concluído o estágio, existe uma tranquilidade absoluta na equipe, estamos em controle de todos os aspectos do jogo neste momento. Estamos bem mentalmente, estamos bem fisicamente, estamos bem taticamente, a equipe está forte, com um entusiasmo e uma confiança sem limites", disse.

Para o comandante, "é inconcebível que o melhor futebol e jogadores" como os que tem a seleção portuguesa "não possam estar numa festa tão importante e tão bonita como o Mundial".

"Na hora de começar o hino na Albânia, olhem bem os olhos dos nossos jogadores, porque vão ver e vão sentir uma confiança ilimitada e uma vontade extrema de não desiludir os adeptos [torcedores] portugueses", afirmou em Óbidos, onde a seleção fez período de treinos de viajar para Tirana, nesta sexta-feira.

Carlos Queiroz considera que Portugal está "muito forte em todos os domínios", porque "passou tempo" em que a equipe trabalhou e se conheceu melhor.

"Não é só a confiança que cada jogador tem em si próprio, mas a confiança que têm uns nos outros. O domínio do jogo é muito mais elevado neste momento, porque sabemos como dominar coletivamente todos os aspectos do jogo", disse.

Um dos grandes problemas de Portugal nas eliminatórias tem sido a finalização, uma vez que a equipe não marcou gols nos últimos três jogos do Grupo1 europeu de qualificação.

"A finalização é um aspecto importante do jogo. Nunca jogamos bem quando não somos completos. Para sermos completos é preciso dominar todos os aspectos do jogo, inclusive na finalização, em que temos de colocar a bola na rede do adversário vezes suficientes para conquistar os três pontos", considerou.

O presidente do Porto, Pinto da Costa, criticou Cristiano Ronaldo, por este ter perdido um gol na seleção portuguesa a 35 centímetros da trave e depois ter marcado um a 35 metros frente ao Porto, pelo Manchester United.

"São coisas que acontecem no futebol. Aconteceram para o lado da seleção. Na minha posição de treinador, preferia que tivesse acontecido com a Suécia e não no jogo do Manchester United", afirmou.

Cristiano Ronaldo tem apresentado alguns problemas físicos, mas Carlos Queiroz disse que o camisa sete "vai jogar e jogar bem".

"Estamos no final da temporada e temos de gerir bem estes pequenos sintomas que os jogadores apresentam neste momento", citou.

Quatro dias após a partida em Tirana, a seleção portuguesa, que ocupa o terceiro lugar do grupo, a sete pontos de Dinamarca e Hungria, encerra a temporada com um amistoso em Talin com a Estônia.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos