Greve de operários ameaça prazo para estádios da Copa

Johannesburgo, África do Sul, 8 jul (Lusa) ? Milhares de trabalhadores da construção civil envolvidos nas obras dos novos estádios da Copa-2010 entraram nesta quarta-feira em greve, colocando em risco a conclusão dos projetos dentro dos prazos da Fifa.

Grande número de trabalhadores paralisaram ao meio-dia de hoje nos estádios de Soccer City, em Johannesburgo, Moses Mabhida, em Durban, e Green Point, na Cidade do Cabo, tendo a polícia forçado um grupo de grevistas a dispersar em Durban quando estes tentaram invadir o estaleiro.

Grevistas das obras do estádio de Soccer City ? o maior de todos os 10 estádios onde ocorrerão jogos do Mundial, em Johannesburgo, com capacidade para 94 mil espectadores ? iniciaram uma manifestação no exterior da sede da Federação Sul-africana de Futebol (SAFA), onde funciona o quartel-general do comitê organizador local, forçando à intervenção da polícia quando tentaram arrombar os portões para entregar um memorando aos dirigentes.

Segundo responsáveis dos sindicatos dos trabalhadores da construção civil e dos mineiros, a adesão à greve tem sido elevada, mas os trabalhos em todos os estádios não paralisaram por completo, uma vez que muitos dos operários não são sindicalizados ou então representam diferentes sindicatos.

Enquanto os sindicatos que convocaram a greve afirmam que exigem aumentos salariais de 13%o e que recusaram uma oferta de 10,4% do patronato do setor, um porta-voz da Federação dos Empreiteiros da Construção Civil (Sefcec) contrapôs que as exigências, que incluem aumentos salariais, bônus diários de produtividade e outros benefícios, equivalem a aumentos da ordem dos 65%.

Se esta greve se prolongar, os estádios poderão não ser entregues à Fifa dentro dos prazos acordados. O mais tardio de todos, no caso do estádio de Green Point, aponta para dezembro deste ano.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos