Liédson renova contrato com Sporting por duas temporadas

Lisboa, 9 jul (Lusa) - O atacante brasileiro Liédson renovou, nesta quinta-feira, seu contrato com o Sporting por mais dois anos, e afirmou que "espera não sentir" falta do compatriota Derlei, com quem fez dupla no ataque na temporada passada.

"É um jogador de grande qualidade e espero não sentir a falta dele", afirmou o brasileiro, acrescentando que uma equipe "não depende de um só jogador" e que o Sporting "tem grandes jogadores no ataque".

O presidente do Sporting, José Eduardo Bettencourt, referiu-se ao novo contrato de Liédson como "um casamento, o segundo em menos de um mês", numa alusão ao casamento recente do jogador, celebrado no Brasil.

Bettencourt foi questionado pelos jornalistas se era desta vez que o Sporting iria arranjar a "noiva ideal" para Liédson. "Um par são dois e nós já temos um. Um bom companheiro vem quando menos se espera, seja dentro ou fora de casa, como acontece na vida que nos reserva surpresas", disse.

Perante a insistência dos jornalistas, o presidente do Sporting afirmou que os sócios do Sporting sabem que se está "a construir a casa sobre a rocha", que se trata de "um caminho difícil", que requer "responsabilidade, ambição e uma gestão que não é para inglês ver". Permanência

Sócio número 10.840, Bettencourt propôs Liédson para associado do clube, elogiando o seu caráter, espírito de equipe e sensibilidade para perceber "os valores do Sporting".

"No mundo do entretenimento não há caro nem barato", disse o presidente do Sporting, quando questionado sobre os valores elevados do contrato, alegando que o que interessa é a "rentabilidade de um profissional" e que a continuidade de Liédson vem ao encontro do sentir dos sócios que "morreriam de desgosto" se não renovasse.

Liédson confessou que a renovação foi um "sonho concretizado" e a "opção certa", lembrando que está no Sporting desde 2003, que "se sente em casa" e que espera conseguir desta vez alcançar o que há muito persegue, ou seja, "ser campeão", porque ser segundo "é horrível".

O jogador discordou que o processo de renovação se arrastou por muito tempo, alegando que "há coisas que levam o seu tempo", embora tenha considerado que o acordo "foi fácil" e veio ao encontro "da vontade das duas partes".

Quanto à sua naturalização e disponibilidade para a seleção portuguesa, Liédson disse esperar que o processo seja concluído "o mais rápido possível" e remeteu para o "momento certo" a sua chamada à equipe lusa.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos