Presidente do Sporting atribui favoritismo aos rivais

Lisboa, 10 ago (Lusa) - O presidente do Sporting, José Eduardo Bettencourt, considerou o Porto e o Benfica "favoritos à conquista do título" do Campeonato Português e reconheceu que a equipe do Estádio da Luz "fez boas contratações e está muito forte".

"É ótimo ver 62 mil pessoas no estádio [aludindo ao público da partida entre Benfica e Milan, na Eusébio Cup] e não tenho pudor em reconhecer que os benfiquistas estão com motivos de orgulho e com expectativas muito altas", disse Bettencourt, estabelecendo o paralelo com os sportinguistas que não têm "tantos motivos de euforia e de entusiasmo".

A questão da menor capacidade financeira do Sporting para reforçar a equipe veio de novo à baila, com Bettencourt lembrando que o clube tem vindo a fazer, há vários anos, "grandes performances com menos meios", o que tem colocado "uma pressão exagerada sobre técnicos e jogadores".

"Está-se a pedir que fiquem à frente de outros concorrentes com mais investimentos e orçamentos muito maiores", referiu o presidente, que sente mesmo "um sentimento de culpa e remorso" em relação à equipe técnica e em particular em relação ao atual elenco da "por não ter as condições para lutar com as mesmas armas".

Desempenho

José Eduardo Bettencourt lembrou que o Sporting, com muito menos meios, "tem ficado em segundo lugar" há quatro anos consecutivos, e que "isso tem sido muito pouco ou nada valorizado".

Considerando que "essa conjuntura não se alterou" nestes últimos meses e que há um conjunto de circunstâncias que "não permitem mudar" radicalmente a forma de atuar, "este trabalho de formiga" é mais difícil de explicar e não é demais enaltecer "as pessoas que acreditam e que têm uma fé sportinguista".

No entender de Bettencourt, a equipe técnica e os jogadores sentem permanentemente que "há uma pressão exagerada e desproporcionada dos meios" para concorrer com os outros.

"Acredito que eles são capazes, mas a pressão que se está a pôr sobre eles, se calhar, eu não devia deixar que ela existisse", afirmou o dirigente.

Questionado sobre se exige ou não o título ao treinador Paulo Bento, o presidente do Sporting considerou que, em função dos investimentos feitos, "há claramente outros favoritos mais assumidos ao título", embora tenha sublinhado que "toda a equipe acredita" que é possível lá chegar.

"Com menos meios é mais difícil, e como há muitos anos a esta parte estamos a conseguir fazer melhor que alguns, isso tem de ter crédito e não servir para pôr pressão", reafirmou, ao mesmo tempo que confessou acreditar na conquista do título.

Apesar disso, Bettencourt reconheceu a existência de "um sentimento real de que isto não está a ser suficiente para motivar as pessoas", recusando-se a confirmar se vai ou não reforçar a equipa com mais algum jogador até 31 de agosto.

Mesmo assim, o presidente enalteceu o trabalho e a gratidão a todos os 6.100 sportinguistas que "regularizaram as suas quotas" e "aos sócios anônimos que têm dado muita coisa", sem questionar, num "ato de amor extraordinário ao clube".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos