Portugal lidera lucro com venda de jogadores na Europa

Por Luís Garoupa, da Agência Lusa

Lisboa, 12 ago (Lusa) - O Campeonato Português exibe, no momento, o maior saldo positivo, entre todas as ligas europeias, na compra e venda de jogadores a clubes estrangeiros durante a pré-temporada, com um balanço de cerca de 31 milhões de euros (mais de R$ 80 milhões).

Com o mercado das transferências a terminar no final de agosto, Portugal é o país que mais lucro apresenta na transação de jogadores com equipes de outras ligas, em grande parte graças ao Porto, enquanto a Espanha tem a balança comercial mais desequilibrada, principalmente devido aos gastos do Real Madrid.

Desde a reabertura do mercado, o Campeonato Português já somou 78 milhões de euros na transferência de jogadores para o exterior, valor que o Porto contribuiu com 84% (65 milhões de euros), e gastou perto de 47 milhões em novos rostos, com destaque para os investimentos do Benfica (23 milhões) e do Porto (19 milhões).

O Porto, que vendeu Lisandro Lopez (24 milhões, ao Lyon), Lucho Gonzalez (18 milhões, ao Marselha) e Cissokho (15 milhões, ao Lyon), é o terceiro clube europeu que mais dinheiro recebeu pela vendas de jogadores, sendo apenas batido pelo Manchester United (103 milhões) e Milan (80 milhões).

Na luta dos "grandes", o Benfica contribuiu com 3,5 milhões euros, com saída do grego Katsouranis para o Hamburgo, e apostou forte nas aquisições de Ramires (7,5 milhões), Javi Garcia (7 milhões) e Saviola (5 milhões), enquanto o Sporting não perdeu nenhum jogador e apenas contratou Matias Fernandez (3,5 milhões).

Além dos três principais clubes portugueses, o Nacional da Madeira ajudou a balança comercial de Portugal, com a saída do brasileiro Nenê para o Cagliari, por 4 milhões de euros, assim como o Braga que encheu os cofres com a transferência de Luís Aguiar para o Dínamo de Moscou, por 3 milhões.

Cenário internacional

Os números colocam a liga portuguesa com o balanço mais positivo de todos os campeonatos europeus, à frente da Holanda (25 milhões de euros) e Sérvia (18 milhões). No planeta, é apenas batida pela Argentina, que já arrecadou perto de 45 milhões de euros.

Do lado oposto, o Campeonato Espanhol aparece com um balanço de aproximadamente 300 milhões de euros, montante esse resultado das contratações do Real Madrid, mas que também teve a contribuição do Barcelona.

O clube merengue gastou mais de 240 milhões de euros em reforços e transformou Cristiano Ronaldo no jogador mais caro da história, ao pagar 94 milhões ao Manchester United pela sua aquisição, além de ter gasto 65 milhões em Kaká, 35 milhões em Benzema e 30 milhões em Xabi Alonso.

Apesar de não querer demonstrar o poderio financeiro do eterno rival, o Barcelona completou um negócio avaliado em 66 milhões de euros para obter o sueco Zlatan Ibrahimovic, o que fez elevar o montante de compras de jogadores na Espanha para os 400 milhões, amortizados por perto de 100 milhões obtidos em vendas.

O campeonato alemão aparece também com um saldo negativo (-55 milhões), assim como a italiano (-40 milhões) e o inglês (-25 milhões) que, apesar de ter tido a contribuição da saída milionária de Cristiano Ronaldo, aparece com um balanço negativo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos