Treinadores reconhecem jogo ruim na abertura do Português

Matosinhos, Porto, 14 ago (Lusa) - Os treinadores de Leixões e Belenenses reconheceram que o jogo de abertura da edição 2009/10 do Campeonato Português, um empate sem gols, foi de fraca qualidade.

"Não foi um jogo brilhante. O fato de ter sido o primeiro do campeonato pode servir de desculpa, porque quer uma quer outra equipe têm condições para fazerem pontos e resultados positivos", afirmou o técnico do Leixões, José Mota.

O comandante do time da casa atribuiu o baixo nível técnico à "ansiedade de um primeiro jogo" e ao fato de vários jogadores do plantel terem estreado no torneio.

O treinador do Belenenses, João Carlos Pereira, considerou que "há sempre o risco" de as partidas terem menos qualidade no início da temporada, mas elogiou o comportamento da sua equipe, destacando o número maior de chutes ao gol em relação ao adversário.

Para José Mota, o triunfo do Leixões, que teve "mais oportunidades", teria sido o resultado mais justo, até porque "se percebeu desde início que o Belenenses não iria fazer muito para vencer o jogo".

"Só joga bem quem passa bem e nós não fizemos isso. Perdemos com muita facilidade a posse de bola e, na verdade, o adversário também. Tornou-se um jogo monótono", admitiu Mota.

De acordo com João Carlos Pereira, a baixa condição física do meio-campo Gabriel Gómez foi a causa do menor rendimento do Belenenses no segundo tempo. "Apostamos nele porque achamos que era um acréscimo importante. Quando ele se ressentiu tivemos 20 minutos de alguma dificuldade".

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos