UOL Notícias Notícias
 

05/09/2009 - 19h06

Jogadores lamentam gols perdidos por seleção lusa

Por Rui Barbosa Batista, Agência Lusa

Copenhague, 5 set (Lusa) - Os jogadores da seleção portuguesa foram unânimes em reconhecer que a falta de eficácia foi decisiva no empate na Dinamarca, resultado da sétima rodada do Grupo 1, que deixou Portugal dependente de outros resultados para se classificar à Copa de 2010.

"A equipe, a meu ver, esteve bem. Criamos muitas oportunidades, mas fizemos apenas um gol. Estamos tristes, pois sabemos que temos mais valor do que esta equipe e jogamos melhor, mas a vida é assim", resumiu Cristiano Ronaldo.

O capitão português lamenta o fato de Portugal ter deixado de depender apenas de si próprio para se classificar para a África do Sul, mas ressaltou que o grupo "continua a acreditar".

"Quando não conseguimos concretizar as oportunidades que criamos, tudo fica mais difícil. Houve ocasiões claras. Faltou-nos tranquilidade na finalização. É natural que o treinador tenha procurado outras soluções no segundo tempo, até porque a Dinamarca recuou", disse Deco.

A sete pontos da Dinamarca, três da Hungria e dois da Suécia tudo ficou mais complicado. "Sabemos que as coisas estão mais difíceis, pois era fundamental vencer aqui. Como já não dependemos de nós, as coisas estão mais complicadas, mas ainda é possível e vamos lutar até ao fim".

Resultado

Liedson disse estar "feliz" pela estreia e que se sentiu confortável na equipe, apesar de quando entrou Portugal ter abandonado o seu conhecido 4-4-2 para recuperar o tradicional 4-3-3.

"Senti-me bem. Com jogadores de qualidade é muito fácil nos adaptarmos. O apuramento está mais difícil, mas enquanto houver uma possibilidade, mesmo que matemática, será esse o nosso pensamento. Teria ficado mais feliz com a vitória, mas infelizmente não deu. Marquei um gol, muito importante para não termos perdido, mas o mérito é de todos. Estou aqui para ajudar, independentemente de ser titular ou não", disse.

Ricardo Carvalho reclamou do pênalti não marcado no primeiro tempo, quando o jogo ainda estava 0 a 0. "Ajudava bastante o pênalti a favor. O jogo poderia mudar, pois eles começaram a ganhar. Mostramos que éramos superiores e podíamos ter feito mais gols".

"É verdade que temos empatado muitos jogos. Hoje poderíamos ter ganho, e assim acabamos por perder pontos com um adversário direto", lamentou.

Bosingwa também lamentou que "mais uma vez Portugal perdeu muitos gols, desta vez contra um adversário que não era fácil", disse.

"Agora temos de pensar no próximo jogo (Hungria, na quarta-feira). Enquanto houver esperanças, vamos lutar até ao fim. Sabemos que agora está mais complicado, difícil, mas vamos lutar", concluiu.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h00

    -0,21
    3,269
    Outras moedas
  • Bovespa

    16h06

    1,46
    62.571,96
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host