UOL Notícias Notícias
 

12/09/2009 - 16h54

Rio Ave derrota o Nacional e mantém-se invicto no Português

Vila do Conde, Porto, 12 set (Lusa) - O Rio Ave manteve neste sábado a invencibilidade no Campeonato Português, ao receber e vencer o Nacional por 2 a 0, pela quarta rodada, com gols de João Tomás e Vítor Gomes.

Os vilacondenses dominaram por completo a primeira parte, colocaram-se na frente do marcador e aproveitaram uma desatenção dos madeirenses - que ainda não venceram nesta temporada- para fazer o segundo gol, já na segunda parte.

O Nacional, que teve uma atuação sem brilho, nem aproveitou o fato de os nortenhos jogarem com 10 homens a partir dos 73 minutos, por expulsão de André Vilas Boas, que viu cartão vermelho direto após uma entrada sobre Ruben Micael.

Os madeirenses até fizeram o primeiro arremate perigoso do encontro, quando ainda não estava decorrido um minuto: Amuneke atirou forte, para uma boa defesa do goleito Carlos.

No entanto, a equipe local dominou toda a primeira parte, diante de um adversário apático e com muitas dificuldades para encontrar espaços para arrematar.

Aos 23 minutos, João Tomás deixou um aviso ao Nacional, com um arremate torto, de ângulo difícil, mas o atacante internacional português viria a inaugurar o marcador 10 minutos depois, de cabeça, após cruzamento de Sidnei.

João Tomás, que já não marcava no Português desde maio de 2008, quando representava o Sporting Braga, foi uma figura em destaque também pelas oportunidades que perdeu, aos 35 e aos 46 minutos do primeiro tempo.

Na segunda ocasião, o atacante desperdiçou a oportunidade de na cara de Rafael Bracali, após um cobrança de falta ensaiada, batida por Vítor Gomes.

No segundo tempo, os visitantes entraram em campo com uma disposição mais avançada e podiam ter chegado ao empate aos 48 e 53 minutos, por intermédio de Edgar.

O atacante brasileiro, que substitui Luís Alberto pouco antes do primeiro gol vilacondense, atirou ao lado na primeira ocasião e chegou atrasado ao desvio na segunda, sempre servido por João Aurélio.

Os madeirenses não conseguiram manter a pressão e sofreram o segundo tento aos 63 minutos, por Vítor Gomes, que aproveitou uma desatenção coletiva do Nacional para seguir até à baliza e bater Rafael Bracali.

Aos 73 minutos, André Vilas Boas viu o cartão vermelho direto, por uma entrada dura sobre Ruben Micael.

Edgar Silva (87 minutos) e Ruben Micael (93) ainda tiveram boas oportunidades para reduzir a desvantagem, mas os locais seguraram o 2 a 0 até o apito final com todas as suas forças.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    1,02
    3,178
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    -0,90
    67.976,80
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host