UOL Notícias Notícias
 

13/09/2009 - 15h24

Com nove em campo, Olhanense vence Academica por 2 a 1

Olhão, Faro, 13 set (Lusa) - O Olhanense venceu neste domingo a Académica, por 2 a 1, apesar de ter terminado com apenas nove jogadores o jogo da quarta rodada do Campeonato Português, disputado em Olhão.

No retorno dos jogos da elite portuguesa a Olhão, a equipe algarvia conseguiu assegurar a primeira vitória da temporada, aguentando com espírito de sacrifício uma parte final em que atuou meia hora com nove atletas.

Castro marcou logo no segundo minuto para os algarvios, Lito respondeu de pênalti aos 26 e Toy fez o segundo gol dos locais aos 36, vantagem que a equipe de Jorge Costa segurou até final do jogo, apesar da pressão academista.

Com este triunfo, o Olhanense passou a somar seis pontos e subiu provisoriamente ao sexto posto, enquanto a Académica permanece em antepenúltimo lugar, com apenas um ponto.

Com uma entrada em ritmo forte, o Olhanense colocou-se em vantagem logo ao segundo minuto de jogo: Carlos Fernandes cruzou da esquerda, o goleiro Ricardo largou a bola e Castro aproveitou para emendar em plena pequena área.

Aos 10 minutos, o árbitro Artur Soares Dias decidiu expulsar o lateral Carlos Fernandes, por suposta agressão a Éder, o que contribuiu para manter a dinâmica dos algarvios.

Jorge Costa prescindiu de uma unidade ofensiva, Rabiola, e entregou a Tengarrinha o adaptado papel de lateral esquerdo, fazendo recuar o seu conjunto em relação ao maior domínio da Académica.

Apesar dessa crescente, os "estudantes" não conseguiam criar oportunidades, até que, aos 28 minutos, o juiz assinalou mão de Sandro na grande área e Lito não desperdiçou, convertendo o pênalti e empatando a partida.

Aos 36 minutos, a equipe da casa respondeu com o segundo gol: Ukra serviu Toy entre os centrais e, com alguma sorte, o atacante cabo-verdiano aproveitou um ressalto para marcar.

O jogo ganhou novo ânimo e as chances sucederam-se, com Ricardo a brilhar em arremates de Ukra, aos 39 e 50 minutos, e João Ribeiro e Lito a responderem aos 46 e 48, em tiros defendidos por Ventura.

O árbitro da partida, muito contestado pelos locais, voltou a ser protagonista aos 62 minutos, expulsando Rui Baião por agressão num lance de aparente jogo perigoso, em que o "algarvio" colocou o pé alto e Lito a cabeça.

Com menos dois jogadores, o técnico do Olhanense colocou em campo um central, Éder Baiano, e fez recuar a sua equipe, entregando as "rédeas" do encontro aos "estudantes".

Apesar da intensa pressão dos visitantes, os algarvios aguentaram até o final e a Académica só criou uma grande oportunidade, mas Eder cabeceou na trave, aos 72 minutos.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,59
    3,276
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -1,54
    61.673,49
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host