UOL Notícias Notícias
 

13/09/2009 - 15h09

Leiria faz 4 a 0 e impõe segunda goleada seguida ao Setúbal

Setúbal, 13 set Lusa) - A União de Leiria, ao ganhar no Bonfim por 4 a 0, impôs neste domingo a segunda goleada consecutiva ao Vitória de Setúbal no Campeonato Português e fragilizou a posição do treinador sadino, Carlos Azenha, que viu os primeiros lenços brancos.

Depois de os setubalenses terem perdido com o Benfica na Luz por 8 a 1, a União de Leiria adiantou-se no marcador aos 17 minutos, num lance comprometedor para o goleiro Mário Felgueiras e para o zagueiro central André Pinto, que Carlão aproveitou da melhor forma, com um arremate cruzado da direita.

Com um futebol pouco vistoso e sem capacidade para ultrapassar a linha defensiva da União de Leiria, o Vitória de Setúbal só em lances de meia distância conseguia criar algum perigo para a meta de Djuricic.

O primeiro sinal de inconformismo dos sadinos surgiu aos 24 minutos, com um arremate de Hélder Barbosa que levou a bola a bater na trave direita leiriense.

Pouco depois, aos 32 minutos, foi Djikiné que tentou surpreender Djuricic com um tiro fortíssimo, mas na resposta a União de Leiria também poderia ter marcado, numa jogada de contra-ataque que culminou com um arremate de Pateiro para fora.

Descontentes com a ineficiência da equipe sadina, tanto em termos defensivos como na organização do ataque, os torcedores vitorianos manifestaram algum desagrado no intervalo, com alguns assobios e os primeiros lenços brancos para Carlos Azenha.

Na segunda parte, o treinador do Vitória de Setúbal trocou Luís Carlos por Guilherme de Paula e a equipe sadina evidenciou alguma melhoria, apesar de nunca conseguir sair em jogadas de contra-ataque com mais do que dois ou três jogadores, facilitando a tarefa defensiva dos leirienses.

A União de Leiria aumentou a vantagem as 57 minutos, numa jogada de contra-ataque em que Silas enganou os dois centrais sadinos e, deslocado sobre o lado esquerdo, colocou o resultado em 2 a 0.

O terceiro gol dos visitantes surgiu pouco depois, aos 62 minutos por Panandetiguiri, na conversão de um pênalti cometido por Djikiné sobre Carlão.

Perdendo em casa por 3 a 0, depois da goleada sofrida na terceira rodada na Luz, os jogadores do Vitória de Setúbal ainda tentaram chegar ao "gol de honra", mas faltou força psicológica e física aos sadinos.

O senegalês Diouf ainda conquistou um pênalti, mas nem assim o Vitória de Setúbal conseguiu chegar ao gol, com o polonês Kazmierckzac batendo fraco e permitindo a defesa a Djuricic.

Antes do final da partida, Outtara, que tinha entrado pouco antes para o lugar de Cássio, selou o resultado em 4 a 0 numa jogada conduzida pelo flanco esquerdo do ataque leiriense, uma vez mais com culpas para a defesa sadina.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    -0,54
    3,265
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h20

    1,36
    64.085,41
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host