UOL Notícias Notícias
 

20/09/2009 - 18h10

Nacional vence Marítimo com dois gols de atacante brasileiro

Funchal, 20 set (Lusa) - Dois gols do brasileiro Edgar Silva deram neste domingo ao Nacional a primeira vitória no Campeonato Português, frente ao Marítimo por 2 a 1, em jogo da 5ª rodada disputado no Estádio da Madeira, no Funchal.

No bem disputado "derby" madeirense entrou melhor a equipe comandanda por Carlos Carvalhal, perante um Nacional expectante, mas muito coeso no setor defensivo.

Embora tenha dominado a partida durante a primeira meia hora de jogo, o Marítimo não conseguiu criar situações de perigo junto ao gol adversário, com excepção para um chute de Miguelito.

A partir de então, o Nacional equilibrou a partida, tornou-se mais ofensivo e por pouco não marcou por Luís Alberto, que rematou ligeiramente ao lado, após passe magistral de Rúben Micael, aos 32 minutos.

Dois minutos depois, o atacante Edgar Silva, bem assistido por Rúben Micael, fugiu à marcação de Robson e rematou para o fundo das redes do gol de Peçanha.

Com o gol do Nacional, o jogo ganhou emoção e qualidade com os dois times em constante movimentação e na luta pela posse de bola.

Um lance dividido entre os brasileiros Kanu e Luis Alberto, aos 44 minutos, resultou numa lesão grave do atacante do Marítimo e na imediata expulsão do meia do Nacional.

Reduzido a 10 unidades, o treinador dos "alvinegros", Manuel Machado, retirou o atacante Amuneke, colocando no lugar o zagueiro argelino Halliche, enquanto Carlos Carvalhal, apostou na prestação de Djalma.

Para o segundo tempo, o treinador do Marítimo lançou Paulo Jorge na posição de Briguel, conferindo maior apoio ofensivo pela ala direita da sua equipe. Machado respondeu com a entrada de João Aurélio, retirando o avançado Mateus.

A vantagem numérica lançou os maritimistas para o domínio do jogo e foi com naturalidade que o angolano Djalma, a passe de Marcinho, empatou o placar aos 56 minutos.

Empurrada para o último terço do campo, o Nacional defendia como podia ante as investidas do Marítimo, mas Manuel Machado jogou a última cartada, e colocou o esloveno Pecnik no apoio a Edgar Silva.

Aos 76 minutos, Filipe Lopes fez um "balão" desde o meio campo e perante a desatenção de Fernando Cardozo, Edgar Silva foi matreiro e fez bonito frente o desamparado Peçanha.

Até ao final do encontro, o Nacional geriu bem a vantagem, perante um Marítimo desesperado e nem a estreia de Kléber Pinheiro no Português contribuiu para inverter o placar.

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    16h59

    0,13
    3,270
    Outras moedas
  • Bovespa

    17h21

    -0,51
    63.760,94
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host