UOL Notícias Notícias
 

02/10/2009 - 15h49

Comitê português vê vitória da lusofonia em escolha do Rio

Copenhague, 2 out (Lusa) - O presidente do Comitê Olímpico de Portugal (COP), Vicente Moura, defendeu nesta sexta-feira que a escolha do Rio de Janeiro como sede dos Jogos de 2016 "é uma vitória da lusofonia", que "aumentará a responsabilidade" da representação nacional.

"Estou bastante feliz, porque é uma vitória da lusofonia. Desde a primeira hora que a Acolop (Associação dos Comitês Olímpicos de Língua Oficial Portuguesa), o COP e eu, em particular, apoiamos o Rio de Janeiro", disse Moura em entrevista à Agência Lusa.

O presidente do COP e da Acolop afirmou que "o Rio de Janeiro apresentou uma candidatura muito forte", o que levou o Comitê Olímpico Internacional (COI) "a acreditar na sua capacidade de evoluir", pois "há alguns problemas que é preciso resolver".

"Tiro-lhe o meu chapéu! É uma cidade belíssima, apesar de estar um pouco degradada. Os Jogos Olímpicos vão transformá-la numa cidade moderna, como aconteceu com Barcelona, em 1992", acredita.

Moura afirmou que a escolha do Rio como sede dos Jogos Olímpicos de 2016 "aumentará a responsabilidade" da missão portuguesa: "Se fosse em Chicago, Portugal passaria despercebido. No Brasil isso não vai acontecer, vamos competir em casa".

O presidente do COP lembrou que o Brasil vai estar no centro da atenção do cenário esportivo mundial, pois em 2014 receberá a Copa do Mundo de futebol, os Jogos da Lusofonia em 2015 e os Jogos Olímpicos no ano seguinte.

Em Copenhague, onde ocorreu a votação, Moura revelou que "há uma enorme euforia na delegação brasileira" e "alguma surpresa por Chicago ter sido eliminada logo na primeira fase".

Siga UOL Notícias

Tempo

No Brasil
No exterior

Trânsito

Cotações

  • Dólar comercial

    14h19

    0,80
    3,153
    Outras moedas
  • Bovespa

    14h20

    -1,03
    74.613,61
    Outras bolsas
  • Hospedagem: UOL Host