Após dez anos, seleção portuguesa volta a fazer contas

Lisboa, 7 out (Lusa) - Portugal volta a fazer contas para garantir a classificação para uma grande competição de futebol, dez anos depois de ter recorrido pela última vez à calculadora.

Nas eliminatórias para a Copa de 2010, a seleção portuguesa precisa vencer os dois últimos jogos, contra Hungria e a Malta, ambos em casa, e esperar por um deslize da Suécia para garantir um lugar na repescagem.

Quase sem chance de terminar o grupo 1 na liderança, Portugal pode chegar à última rodada com os mesmos pontos que a Suécia e a mesma diferença de gols.

Desde a classificação para a Eurocopa-2000, disputada na Holanda e Bélgica, o time nacional luso não dependia de outros resultados para garantir uma vaga.

No estádio da Luz, em 9 de outubro de 1999, Portugal se classificou com uma vitória por 3 a 0 sobre a Irlanda, com gols de Rui Costa, João Vieira Pinto e Abel Xavier.

Apesar disso, na última rodada, a equipe portuguesa, segunda classificada do seu grupo, precisava vencer por três gols e esperar que a Itália pontuasse na Bielorrússia. O time acabou beneficiado por um 0 a 0 nesse jogo.

Últimas classificações

Classificada diretamente para a Euro-2004, como país organizador, Portugal apenas conseguiu uma vez, nas últimas quatro eliminatórias, garantir a vaga antes da última rodada, algo que não acontecia desde a Copa de 1966.

Na qualificação para a Copa de 2006, sob o comando do brasileiro Luiz Felipe Scolari, a equipe lusa garantiu a presença na Alemanha na penúltima rodada com uma sofrida vitória sobre Liechtenstein, por 2 a 1, no estádio Municipal de Aveiro.

Pouco mais de um ano depois da derrota para a Grécia (2 a 1), no jogo de abertura da Euro-2004, Portugal voltou ao estádio do Dragão para festejar uma classificação já garantida e uma vitória sobre a Letônia (3 a 0).

Na última qualificação com Scolari no banco, Portugal foi pragmático e se classificou para a Euro-2008 na segunda posição do grupo, atrás da Polônia, numa eliminatória em que os lusos não venceram nenhum dos três principais adversários.

Com António Oliveira como treinador, Portugal garantiu na última rodada a vaga na Copa de 2002. O time luso, que tinha oito gols a mais de saldo em relação à Irlanda, acabou goleando a Estônia, por 5 a 0, no estádio da Luz, enquanto os irlandeses bateram o Chipre por 4 a 0.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos