Leiria e Académica empatam em 1 a 1 em jogo emocionante

Leiria, 8 nov (Lusa) - Um gol nos últimos minutos do segundo tempo para cada equipe determinou, neste domingo, o resultado final do emocionante confronto entre União de Leiria e Académica, que empataram em 1 a 1 no estádio Municipal de Leiria, pela décima rodada do Campeonato Português.

Em uma partida disputada, os dois times guardaram os gols para o final: Cris abriu o placar para a Académica aos 44 minutos do segundo tempo, mas os leirienses reagiram e Diego Gaúcho marcou, já nos acréscimos.

A Académica, lanterna do campeonato, com sete pontos, saiu mais para o jogo e dominou a primeira etapa, embora, nesse período, a União de Leiria tenha criado as melhores oportunidades.

O meio campo dos "estudantes" recuperou mais bolas e deixou fluir melhor o jogo que os donos da casa.

O ataque da Académica foi mais constante, ao contrário do da União de Leiria. André Santos ficou muito pressionado na saída para atacar e sentiu dificuldades para avançar.

Apesar da boa movimentação de Ederzito, Sougou e João Ribeiro, o goleiro Djuricic teve um primeiro tempo calmo, ao contrário de Rui Nereu, que foi mais testado: aos seis minutos, o goleiro da Académica escorregou e a bola sobrou para Carlão, mas Amoreirinha conseguiu evitar o gol.

Carlão protagonizou outra chance de gol no primeiro tempo, aos 19 minutos, quando lançou bem para Panandetiguiri, que chutou fraco.

Com um minuto do segundo tempo, João Ribeiro começou levando perigo ao gol de Djuricic, que defendeu com dificuldade, o que indicava uma segunda etapa mais animada ainda, mas a União de Leiria equilibrou a luta no meio campo.

Os leirienses começaram a chegar com mais frequência à área da Académica: com quatro minutos da segunda etapa, Diego Gaúcho deu um bom chute cruzado; aos dez, um cruzamento de Panandetiguiri quase enganou Rui Nereu; e aos 21, Paulo Vinícius desperdiçou a melhor chance, quando, sozinho com o goleiro da Académica, finalizou errado.

André Villas Boas tentou, então, recuperar o domínio da partida, reforçando o meio campo e o ataque. As alterações do técnico deram resultado, já que a Académica ganhou novo fôlego e freou o entusiasmo leiriense.

Lito Vidigal respondeu fortalecendo seu meio campo, tirando o atacante Cássio para colocar o meia Pedro Cervantes.

Os minutos finais foram de pressão da Académica, com a União de Leiria apostando no contra-ataque.

Aos 44 do segundo tempo, o esforço de Villas Boas foi recompensado: Miguel Fidalgo cruzou com dificuldade, a defesa leiriense hesitou e Cris, com um toque de calcanhar, fez 1 a 0 para os estudantes.

Lito Vidigal saltou do banco, gesticulou com a equipe e pediu um esforço redobrado pelo empate.

A reação do técnico deu frutos e, no último lance da partida, Pedro Cervantes levantou para a esquerda e Diego Gaúcho, um dos melhores em campo, cabeceou para empatar a partida.

Com o empate, a União de Leiria, com 14 pontos, os mesmos do Rio Ave, pode ser ultrapassada pelo Sporting na classificação se os "leões", em sétimo, com 13, vencerem o Rio Ave em Vila do Conde, neste domingo.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos