Benfica passa sufoco, mas vence Naval e lidera Português

Lisboa, 9 nov (Lusa) ? O Benfica suou, nesta segunda-feira, para vencer a organizada Naval 1º de Maio por 1 a 0, e deixou mais embolado o Campeonato Português, ao se igualar em pontos com o líder, Braga, na décima rodada, com um gol do espanhol Javi Garcia garantindo a 13ª vitória em 16 partidas oficiais.

Pelos critérios de desempate, o Benfica passa a liderar o campeonato, apesar de deter os mesmos 25 pontos do Braga.

Aos 44 minutos do segundo tempo, a resistência figueirense desmoronou depois de um cabeceio do meia espanhol, que fez o terceiro gol na competição, após cruzamento do argentino Di Maria, em uma das muitas faltas que beneficiaram o time da casa.

Com a vitória, o time também deixou para trás o tetracampeão Porto, em terceiro com cinco pontos a menos, enquanto a Naval 1º de Maio segue em 10º.

O técnico do Porto, Jorge Jesus, voltou a apostar em Fábio Coentrão na zaga esquerda, em Ruben Amorim no meio campo e em Nuno Gomes para apoiar o atacante argentino Saviola, devido aos desfalques do meia brasileiro Ramires, machucado, e do artilheiro do campeonato, o paraguaio Cardozo, suspenso.

O comandante da equipe figueirense armou um esquema com duas linhas de quatro unidades, no qual o capitão francês Godemeche ajudava os zagueiros e Kerrouche ficava sozinho na frente, sem contar com o meia Bruno Lazaroni, lesionado.

Com dificuldades em entrar na área adversária, o Benfica chutou no gol de Peiser em um direto de Di Maria, aos 14 minutos do primeiro tempo, mas o francês impediu a finalização com uma boa defesa.

Cinco minutos depois, nova falta de um jogador da Naval fora da pequena área, mas o goleiro conseguiu evitar finalização de Javi Garcia, em outro chute direto frontal, assim como aconteceu aos 37, quando Peiser evitou um gol contra de Daniel Cruz.

Antes do intervalo, Saviola acertou a trave, depois de um escanteio cobrado por Aimar, e Javi Garcia, de cabeça, obrigou Peiser a outra excelente defesa.

Na segunda etapa, o Benfica voltou mais ofensivo, e Nuno Gomes perdeu um chute depois de cruzamento de Javi Garcia. Aimar voltou a testar Peiser, mas a trave impediu, aos 22 minutos, gol de Di Maria.

Daí em diante, já com os brasileiros Welson e Keirrison aumentando os buracos na zaga figueirense, o Benfica passou por apertos em sua área, mas conseguiu, finalmente, marcar.

Aos 44 minutos, o cabeceio de Garcia premiou os torcedores, inflamados pouco antes pelo zagueiro central brasileiro David Luiz.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos