Média de idade classifica time na Copa da Liga portuguesa

Portimão, Faro, 12 nov (Lusa) - O goleiro Sapateiro, de 19 anos, entrou em jogo nesta quinta-feira, nos acréscimos, para garantir ao Portimonense a classificação para a terceira fase da Copa da Liga portuguesa, com base no critério de menor média de idade.

Após o empate por 0 a 0 com a Académica, em jogo interrompido na quarta-feira por falta de energia, e que terminou nesta quinta, Portimonense, Académica e Beira-Mar ficaram em total igualdade no grupo A (com dois pontos e sem qualquer gol).

Por isso, o regulamento determinou que o vencedor seria aquele que, na fase em questão, tivesse utilizado o elenco de jogadores com menor média de idades.

Diante da iminência do empate no estádio Municipal de Portimão, onde nesta quinta foram disputados os últimos 39 minutos da partida, o técnico da equipe algarvia, Litos, substituiu o goleiro Pedro Silva por Sapateiro, com um minuto de acréscimo, baixando a média de idades para 24,556, contra 24,682 da Académica e 25,474 do Beira-Mar, de acordo com a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP).

Durante o jogo, o Portimonense, a equipe que mais oportunidades de gol criou nos 90 minutos, usou os três jogadores mais novos do elenco (Traoré, Bruninho e Sapateiro), mantendo a expectativa sobre a classificação à próxima fase.

Semelhante ao que aconteceu na quarta-feira à noite, o Portimonense esteve melhor que o adversário, criou as melhores chances de gol e, por duas, vezes, desperdiçou "escandalosamente" a finalização.

Aos 30 minutos do segundo tempo, Ivanildo e Garavano perderam uma oportunidade com o gol à sua disposição.

Ameaça de processo

A Académica afirmou nesta quinta-feira ter se classificado à terceira fase da Copa, e contestou a decisão da LPFP, que definiu que o Portimonense avançaria.

Em texto postado pouco depois do final do jogo, em seu site, a Académica disse ser a vencedora do grupo e explicou que, caso a Liga não modifique sua decisão, "encaminhará o processo para seu Departamento Jurídico, para que sejam tomadas as devidas providências".

De acordo com o texto, os "estudantes" dizem ter média de idade de 24,714, contra 24,857 do Portimonense e 25,643 do Beira-Mar.

"Tal como se verificou nos minutos ontem (quarta-feira, já que o jogo foi adiado por falta de luz) disputados, os gols voltaram a não aparecer no Estádio Municipal de Portimão, pelo que o zero registrado no fim do encontro avança a Académica, a equipe mais jovem de um grupo também composto pelo Beira-Mar", indicou o texto.

A equipe de Coimbra ressaltou que, "desta maneira, com o 0 a 0 no marcador, é a Académica quem tem motivos para festejar, pois é a equipe mais jovem do grupo, isto apesar de o Portimonense também ter festejado a classificação no final da partida".

"Contudo, é a Briosa quem tem o direito de passar à fase seguinte, repetindo, assim, o feito do ano passado", acrescenta.

Receba notícias do UOL. É grátis!

Facebook Messenger

As principais notícias do dia pelo chatbot do UOL para o Facebook Messenger

Começar agora

Receba por e-mail as principais notícias, de manhã e de noite, sem pagar nada. É só deixar seu e-mail e pronto!

UOL Cursos Online

Todos os cursos